Exitoína
Facebook ExitoínaTwitter ExitoínaYoutube ExitoínaInstagram ExitoínaTelegram Exitoína
Cinema » LISTA

Antes de Bacurau: 15 filmes de faroeste brasileiros

O filme premiado em Cannes estreia na próxima quinta-feira (29) nos cinemas brasileiros

Júlia Andrade Publicado em 24/08/2019, às 09h00

None
Sonia Braga em cena do filme Bacurau. Crédito: Divulgação/Globo Filmes

Bacurau chega aos cinemas brasileiros, oficialmente, na próxima quinta-feira (29). Algumas cidades, porém, já receberam o longa em algumas sessões de pré-esreia.

A chegada do filme ao público brasileiro vem alguns meses depois de Bacurau conquistar o Prêmio do Júri do Festival de Cannes.

Com direção de Kleber Mendonça Filho e Juliano Dornelles e esterelado por Sônia Braga, o filme é ambientado num clima de faroeste, mas numa cidade do interior do Nordeste, que, de repente, "some" do mapa – o primeiro de alguns acontecimentos estranhos que começam a ocorrer na cidade.

Com a volta desse tipo de enredo para atenção do público nacional, vale lembrar que, no entanto, o Brasil já produziu diversos longas que remetem ao estilo de filmes de cowboy norte-americanos, o faroeste. Aqui, porém, eles são, muitas vezes, protagonizados por cangaceiros e com histórias cheias de conflitos centrados no sertão. 

Abaixo, relembre 15 filmes de faroeste brasileiro:

Matador (2017)

A produção se ambienta na década de 1940, no interior de Pernambuco, e retrata Cabeleira (Diogo Morgado) , criado por um caçador, ele abandona a vida isolada no mato e vai para a cidade grande em busca de seu pai verdadeiro. Ele descobre que ele foi um matador envolvido no comércio de pedras preciosas e decide entrar para essa vida.

Deus e o Diabo na Terra do Sol (1964) 

A história retrata o vaqueiro Manuel (Geraldo Del Rey), que mata o coronel Moraes (Mílton Roda) em uma briga motivada pela revolta contra a exploração imposta. Ele acaba fugindo com a esposa Rosa (Yoná Magalhães), por estar sendo perseguido por jagunços, e eles se juntam aos seguidores do beato Sebastião (Lídio Silva). Mas Rosa mata o beato depois de testemunhar a morte de uma criança e, ao mesmo tempo, Antônio das Mortes (Maurício do Valle), um matador de aluguel a serviço da Igreja Católica e dos latifundiários da região, acaba com os seguidores de Sebastião.

Rifle (2017)

O filme gira em torno de Dione (Dione Ávila de Oliveira), um jovem com hábitos estranhos, que vive em uma região rural e isolada com sua família. A tensão começa quando um rico proprietário de terras tenta comprar a pequena propriedade onde sua família vive e Dione passa a andar com um rifle, a fim de defender seu território.

Quatro Pistoleiros em Fúria (1972)

O enredo é centrado no sequestro de Patrícia (Marina Campos), no controle do criminoso Sabaúna (Astrogildo Filho), líder de uma quadrilha de bandidos. A mulher era esposa de Caviúna (Tony Vieira), um exímio pistoleiro que convoca o pai e os dois irmãos dela, também pistoleiros, para resgatá-la e acabar com os bandidos.

Comeback (2017)

O longa retrata Amador (Nelson Xavier), um pistoleiro aposentado, que agora leva uma vida solitária, diferente do passado. Até que ele é procurado pelo neto de um antigo amigo com a proposta de trabalhar com ele por conta de sua sua fama. O homem vira ajudante de Amador no transporte de máquinas caça-níqueis para bares próximos, mas o problema é que e não é mais tão reconhecido como antes.

A Vingança de Chico Mineiro (1979)

A produção é centrada em Chico Mineiro, um boiadeiro que ama tocar viola e cantar e transporta gado da cidade de Ouro Fino para o sertão de Goiás. Ele é assaltado em uma dessas viagens por Quirino Bastos, cangaceiro do fazendeiro Antônio Belmiro, perde a boiada e fica com um companheiro gravemente ferido. No meio do caminho, ele conhece Juca, um boiadeiro solitário, que decide ajudá-lo na vingança contra Quirino, mas Chico se apaixona por Márcia, filha de Antônio e a história toma outros rumos.

A Luneta do Tempo (2016)

Uma produção centrada em Lampião (Irandhir Santos), sempre na companhia de Maria Bonita (Hermila Guedes), que enfrenta a polícia local na liderança lidera do bando do sertão de Pernambuco. Até que Antero Tenente é morto pelos cangaceiros de Lampião e o filho de Antero continua essa disputa ao se tornar adulto ao não suportar provocações à imagem de seu pai.

Matar ou Correr (1954)

Inspirado no clássico Matar ou Morrer, o filme traz uma paródia de produções de faroeste, ambientado na cidade de City Down. Kid Bolha (Oscarito) e Cisco Kada (Grande Otelo) nocauteiam o temido bandido Jesse Gordon (José Lewgoy), de forma acidental, e são nomeados xerifes. Os capangas de Gordon não aceitam o ocorrido e planejam executar uma vingança contra os dois amadores.

+ Depois de sucesso em Cannes, Bacurau representará o Brasil no Prêmio Goya, o Oscar espanhol

A Filha do Padre (1975)

Esse enredo retrata um padre, que vira o heroi da resistência de uma cidade, contra um bandido relapso. Melinda, sua filha adotiva, recruta o justiceiro Ramón para salvar a cidade dessa opressão.

Cano Serrado (2018)

O filme retrata a história do Sargento Sebastião (Rubens Caribé), que quer vingar a morte de seu irmão a qualquer custo. No meio do caminho, dois policiais da cidade são confundidos com os suspeitos do assassinato e se tornam o principal alvo de Sebastião.

O Cangaceiro (1953) 

Uma das produções inspiradas na história de Lampião, o filme gira em torno dos cangaceiros do capitão Galdino (Milton Ribeiro), que vivem na caatinga nordestina. Durante um sequestro do grupo, a professora Maria Clódia (Vanja Orico) se apaixona por Teodoro (Alberto Ruschel) e o novo casal gera conflitos no bando.

Meu Nome é Tonho (1969) 

O longe conta a história de Antônio (Jorge Karan), mais conhecido como Tonho, um homem que fez parte de uma trupe de ciganos até se tornar adulto. Ele se encontra em uma região tomada por violência e pelos crimes dos cangaceiros de Manelão (Nivaldo Lima) e, como bom atirador, decide ir atrás do grupo de bandidos.

A Lei Do Sertão (1956)

A produção gira em torno da busca de Tonico (Mauricio Morey) por fazer justiça com as próprias mãos, depois que seu pai foi morto pelo coronel Eusébio por vingança política. Para isso, ele se junta ao bando do pistoleiro Trovoada (Milton Ribeiro).

Faroeste Caboclo (2013)

Inspirado na canção homônima do Legião Urbana, o filme retrata João (Fabrício Boliveira), que deixa Santo Cristo em busca de uma vida melhor em Brasília, afim de deixar o passado trágico para trás. Ele encontra o primo e traficante Pablo (César Troncoso) e passa a ajudar no trabalho, se envolvendo no tráfico de drogas, com um emprego de carpinteiro em simultâneo.

Então, João de Santo Cristo, como fica conhecido, se apaixona por Maria Lúcia (Ísis Valverde), filha de um senador (Marcos Paulo) e, em meio a paixão, Ele entra em guerra com o playboy e traficante Jeremias (Felipe Abib), que coloca tudo a perder.

+ Nova prévia de ‘Bacurau’ mostra a importância do filme no Festival de Cannes

O Dragão da Maldade contra o Santo Guerreiro (1969)

Como sequência de Deus e o Diabo na Terra do Sol, o filme retrata Antônio das Mortes (Mauricio do Valle), que recebe a tarefa de eliminar um novo cangaceiro da região. Nessa missão, ele encontra diversos jagunços e coroneis e passa a ver a vida de outra forma quando se vê cara a cara com o povo do sertão e com as dificuldades enfrentadas pelos sertanejos.

Exitoína agora está no Telegram! Você quer ficar por dentro de todas as novidades? Acesse https://t.me/exitoinabrasil e não perca mais nada!