Exitoína
Facebook ExitoínaTwitter ExitoínaYoutube ExitoínaInstagram ExitoínaTelegram Exitoína
Cinema » FILMES

De 'High School Musical' a 'Ted Bundy': a evolução de Zac Efron no cinema

De 'Uma Viagem Inesperada' a 'Obsessão', Zac Efron evoluiu dentro e fora das telonas

Saulo Tafarelo Publicado em 22/07/2019, às 10h15 - Atualizado às 11h48

Zac Efron evoluiu em seus papéis. Na imagem, Efron junto de Nicole Kidman em 'Obsessão'
Zac Efron evoluiu em seus papéis. Na imagem, Efron junto de Nicole Kidman em 'Obsessão' - Reprodução/Millenium Filmes

Zac Efron será conhecido para sempre como Troy Bolton em High School Musical, franquia da Disney que lhe deu a fama e abriu os caminhos para se aprimorar nas telonas. Mas o ator não ficou restrito apenas ao mundo da Disney e acabou variando bastante de papéis ao longo do tempo. De lá para cá, muita coisa mudou na vida do ator e suas atuações foram crescendo cada vez mais. 

Somando 17 anos de carreira, Zac começou como ator nos palcos e depois seguiu para algumas pontas em séries americanas, como ER e The Guardian. Fez sua estreia nos filmes em 2003, num longa para a televisão chamado The Big Wide World of Carl Laemke. 

Em 2019 ele estreia nas telonas como o temível assassino Ted Bundy, desempenhando um papel complexo que se infiltra na cabeça de um criminoso para fazer o melhor de sua atuação. Ele contracena com Lilly Collins, dando vida a um dos mais famosos serial killers do mundo, que utilizava seu charme para seduzir e matar suas vítimas. 

Assim, durante todos esses anos, o ator já estrelou uma variedade de filmes que vão desde as típicas comédias cliché americanas até musicais premiados. 

Em O Rei do Show ele interpretou Phillip Carlyle, parte de uma trupe que deu origem aos primórdios do show business. O filme foi indicado ao Oscar e ganhou um Globo de Ouro. Outro longa notável é Obsessão, suspense que contracenou junto de um elenco de alto escalão.

Analisamos a carreira de Zac Efron nas telonas e selecionamos suas atuações mais variadas, que vão desde telefilmes, passando por dramas no estilo Sessão da Tarde e chegando até a musicais e suspenses renomados. 

Confira abaixo alguns dos filmes mais notáveis de Zac Efron e sua evolução como ator através do tempo: 

The Big Wide World of Carl Laemk (2003)


O longa-metragem feito especialmente para a televisão norte-americana marcou a estreia de Zac Efron nos filmes. A história acompanha uma família suburbana americana na qual o pai, Carl Laemk (Bob Oderick) se recusa a se tornar um adulto. Zac, com apenas 16 anos, interpretou Pete Laemk. A atriz Leighton Meester, de Gossip Girl, também faz parte do longa no papel de Tanni.

Uma Viagem Inesperada (2004)

Um ano depois de sua estreia nos filmes, Zac interpretou Stephen Morgan em Uma Viagem Inesperada, outro filme para a televisão americana. A produção foi indicada a um Emmy por Melhor Composição de um Filme para TV, e segue a história de Corrine Morgan-Thomas (Mary-Louise Parker), na qual sua vida muda drasticamente ao saber que seus filhos Stephen (Zac Efron) e Philip (Bubba Lewis) são autistas.

High School Musical (2006)

O musical adolescente da Disney é um fenômeno mundial que persiste até hoje. Alçando Zac Efron e os colegas de elenco à fama mundial, ele interpreta Troy Bolton, um atleta bem popular da East High School e capitão do time de basquete. Ele vai a uma festa na véspera do ano novo, na qual canta no karaokê com Gabriella (Vanessa Hudgens) e a partir daí vão se apaixonando. Junto do elenco, que conta ainda com Ashley Tisdale, Corbin Bleu, Lucas Grabeel e outros, ele protagonizou outros dois filmes da franquia, lançados em 2007 e em 2008.

Hairspray (2007)

Um ano depois do primeiro High School Musical, Zac Efron estrelou outro musical. Porém, Hairspray já era uma notável peça da Broadway desde 2002, que, por sua vez, foi adaptada no filme independente de mesmo nome dirigido por John Waters. Efron pôde atuar com um forte elenco na versão de 2007, contracenando ao lado da ganhadora do Globo de Ouro Michelle Pfeiffer, assim como John Travolta, Christopher Walken e Alisson Janey. O ator, então com 20 anos, interpretou o personagem Link Larkin, o principal dançarino do The Corny Collins Show, que acaba ficando cada vez mais atraído pela ingenuidade da protagonista Tracy Turnblad (Nikki Blomsky). O filme se passa nos anos 1960 e ainda aborda a questão da segregação nos Estados Unidos. Ao todo, Efron participa de cinco músicas do longa.

17 de novo (2009) 

Marcando o primeiro papel numa comédia adulta de fato, Zac interpreta a versão jovem do protagonista Michael O’Donnel, na qual eterno Chandler de Friends, Matthew Perry, interpreta sua versão mais velha. O longa narra a história de Michael, que é ingrato pela sua vida e acaba tendo uma chance de reescrevê-la ao tentar salvar um zelador que pulou de uma ponte. Michael se joga para tentar salvá-lo e acaba voltando no tempo, numa pele mais jovem e mais cobiçada. O filme, não tão bem avaliado pela crítica, conseguiu receber certa atenção pela arrecadação nas bilheterias. Com aproximadamente U$S 20 milhões de orçamento, a comédia arrecadou aproximadamente U$S 136 milhões mundialmente. 

A Morte e Vida de Charlie (2010) 

Lançado em 2011 no Brasil, o filme de drama jogou luz a um outro lado de Zac Efron. Fora dos musicais e das comédias que lançaram sua carreira, Efron personificou o protagonista Charlie St. Cloud, que perde seu irmão Sam (Charlie Tahan) ainda muito novo. Mesmo depois de morto, ele mantém contato com o irmão e promete nunca abandoná-lo. Tudo muda quando Charlie se apaixona por Tess (Amanda Crew) e então se enxerga num dilema: seguir seu coração ou não abandonar o irmão. O drama, baseado no livro de mesmo nome de Ben Sherwood, acaba misturando crença na religião e no amor mas não conseguiu deslanchar para a crítica especializada, recebendo uma nota média de 4,5 de 10 no Rotten Tomatoes.

Obsessão (2012)

Neste filme de drama e suspense dirigido por Lee Daniels, Efron se reúne mais uma vez com um elenco de peso, mostrando que é capaz de se adaptar a diferentes papéis e artistas. Matthew McConaughey, Nicole Kidman e John Cusack se juntam a ele na pele dos personagens principais. Inclusive, Kidman acabou sendo indicada como Melhor Atriz Coadjuvante no Globo de Ouro de 2013 por sua interpretação como Charlotte Bless no longa. Zac interpreta Jack Jensen, irmão mais novo do jornalista Ward Jensen (Matthew McConaughey), na qual ambos investigam acontecimentos ao redor de um assassinato para tentarem livrar um homem do temido corredor da morte. O longa acabou tendo pouca arrecadação nos cinemas mas obteve uma ótima crítica. 

Vizinhos (2014)

O trio formado por Seth Rogen, Rose Byrne e Zac Efron parece logo de cara um pouco inusitado. Mas a comédia deu certo e acabou ganhando uma sequência dois anos depois. Com um orçamento estimado em U$S 18 milhões, o longa arrecadou aproximadamente U$S 268 milhões mundialmente. Vizinhos não tem uma história incrível nem se configurou como uma comédia memorável, mas recebeu críticas favoráveis. A narrativa segue a vida de um casal que acabou de ter um bebê, que se muda para um bairro aparentemente tranquilo. Até que eles descobrem que a casa vizinha é uma fraternidade de uma universidade e fazem de tudo para aquietá-los. Zac, claro, interpreta o Teddy Sanders, um dos líderes da república vizinha. 

++ Zac Efron agora é youtuber e faz vídeos sobre viagens e esportes radicais

Baywatch (2017)

Com ‘The Rock’ Dwayne Johnson e Priyanka Chopra no elenco, essa foi uma ótima oportunidade de vermos os lado mais destemido e sexy de Zac Efron nas telonas. Brincadeiras a parte, Efron e The Rock ficam bastante tempo sem camisa no longa de ação e comédia inspirada na clássica série de mesmo nome, conhecida no Brasil como S.O.S Malibu (1989). Dezesseis anos após o último episódio da série, a adaptação cinematográfica voltou com a história de Mitch Buchannon (Dwayne Johnson), um salva-vidas orgulhoso de seu trabalho, o qual treina o novato recruta Matt Brody (Zac Efron). Ambos acabam descobrindo uma conspiração criminosa que pode ameaçar o futuro da baía. A série, que catapultou a fama de Pamela Anderson por exemplo, ficou muito conhecida pelas chamadas “corridas na praia em câmera lenta”, típicas do seriado e do filme. Ao todo, o filme recebeu cinco indicações à Framboesa de Ouro, prêmio humorístico que homenageia as “piores” produções do ano.

++ Vanessa Hudgens lembra namoro com Zac Efron e briga nos bastidores de 'High School Musical'

O Rei do Show (2017)

Como o bom filho à casa torna, esse foi o último musical lançado por Zac Efron até agora. Tido como um dos melhores musicais de sua carreira, Zac interpreta Phillip Carlyle ao lado de Zendaya, Hugh Jackman e Michelle Williams, fazendo parte de uma trupe que misturava elementos circenses que inauguraram o show bizz. O longa recebeu uma indicação ao Oscar e ganhou uma estatueta do Globo de Ouro de 2018 por Melhor Canção Original por This is Me. Muito bem elogiado pela crítica e arrasando nas bilheterias, com um ganho de aproximadamente U$S 432 milhões, Efron se destacou em seu papel e participou em cerca de três músicas para a trilha sonora. Uma das músicas interpretadas por ele e Zendaya, chamada de Rewrite The Stars, é um dos momentos mais lembrados do filme. 

Exitoína agora está no Telegram! Você quer ficar por dentro de todas as novidades? Acesse https://t.me/exitoinabrasil e não perca mais nada!