Exitoína
Facebook ExitoínaTwitter ExitoínaYoutube ExitoínaInstagram ExitoínaTelegram Exitoína
Coronavírus » TENSO

Bebês de barriga de aluguel ficam presos na Ucrânia por fronteiras fechadas contra o coronavírus

Os pais não podem buscá-los em razão da contenção pela pandemia

Redação Publicado em 20/05/2020, às 15h52

Bebês de barriga de aluguel estão presos na Ucrânia
Bebês de barriga de aluguel estão presos na Ucrânia - Pixabay

Bebês nascidos de barriga de aluguel na Ucrânia estão presos no país sem que os pais possam buscá-los. De acordo com o Metropoles, as autoridades locais disseram que o motivo disso é o fechamento das fronteiras contra a pandemia do coronavírus.

“Mais de cem bebês estão esperando seus pais em vários centros médicos da Ucrânia”, declarou Liudmyla Denysova, comissária de direitos humanos do Parlamento ucraniano, ao citar estimativas de uma clínica especializada em fertilização, de Kiev. “Se o confinamento for prolongado, outras crianças nascerão e o número total pode chegar a mil”.

O site diz que a clínica hospedou em um hotel da capital 51 bebês de pais estrangeiros nascidos desde o fechamento das fronteiras ucranianas, que aconteceu em março.

Desses bebês, apenas 15 estão com os pais, que puderam entrar no país antes de o governo decretar a quarentena por lá. “Lá está tudo bem. O lugar é limpo. Existem câmeras que os funcionários usam para se comunicar com os pais e se comunicar com os filhos”, disse Denysova, ao garantir que cada bebê será entregue aos pais o mais rápido possível.

+ Leia Mais: Bebê desafia a própria idade e fica em pé com apenas oito semanas de vida

Pais estrangeiros precisam de uma autorização especial para entrar na Ucrânia em tempos de pandemia. O documento é emitido pelo governo local a pedido das chancelarias de seus países de origem. Mas a questão segue sem solução por algumas embaixadas ainda terem se manifestado.

 

 

Exitoína agora está no Telegram! Você quer ficar por dentro de todas as novidades? Acesse https://t.me/exitoinabrasil e não perca mais nada!