Exitoína
Facebook ExitoínaTwitter ExitoínaYoutube ExitoínaInstagram ExitoínaTelegram Exitoína
Coronavírus » TRAGÉDIA

Enfermeiro mata namorada médica por acreditar que pegou coronavírus dela

Antonio De Pase usou a acusação como justificativa para a polícia ao confessar o crime

Redação Publicado em 10/05/2020, às 10h46 - Atualizado às 11h38

Antonio De Pase e Lorena Quaranta em foto publicada no perfil da médica
Antonio De Pase e Lorena Quaranta em foto publicada no perfil da médica - Facebook

O enfermeito Antonio De Pase, de 28 anos, assassinou sua namorada, a médica Lorena Quaranta, de 27 anos, por acreditar que pegou coronavírus da italiana.

De acordo com o Daily Mail, o casal moravava em Sicília, na Itália, e trabalhava em um hospital da região voltado para o tratamento de pessoas com COVID-19.

Ao confessar o crime, De Pase usou a acusação de que Lorena havia transmitido coronavírus a ele como justificativa para a polícia no último dia 31 de março.

Ele teria ligado para a delegacia de Messina e contado sobre a morte da médica antes de tentar suicídio. A polícia conseguiu impedir que ele tirasse a própria vida.

+ Leia Mais: Homem tenta arrancar olhos da namorada ao agredi-la: 'Vou te deixar tão feia que ninguém vai te querer'

A imprensa italiana ainda disse que as autoridades duvidam da versão do enfermeiro, porque os testes de COVID-19 dele e da namorada não deram positivo para a doença.

 

Exitoína agora está no Telegram! Você quer ficar por dentro de todas as novidades? Acesse https://t.me/exitoinabrasil e não perca mais nada!