Exitoína
Facebook ExitoínaTwitter ExitoínaYoutube ExitoínaInstagram ExitoínaTelegram Exitoína
Coronavírus » TRISTE

Médico revela frustração após trabalhar em duas pandemias: "Essas teorias sem noção de que o vírus é uma farsa"

Dr. Samar Mahmood trabalhou na pandemia de H1N1, em 2009, e agora lida com o novo coronavírus

Redação Publicado em 28/05/2020, às 08h55

Médico revelou que teorias conspiratórias negando o coronavírus são a maior frustração da pandemia
Médico revelou que teorias conspiratórias negando o coronavírus são a maior frustração da pandemia - Pixabay

Com menos de 15 anos de carreira, o Dr. Samar Mahmood já precisou lidar com duas pandemias: a primeira foi a de H1N1, em 2009, e agora a do Sars-COV-2, o novo coronavírus. Além dos problemas na atuação para cuidar dos atingidos pelas duas pandemias, ele revelou que a maior frustração, em ambos os casos, são as teorias conspiratórias de que o vírus não passa de uma mentira.



No ano da pandemia de H1N1, também conhecida por gripe suína, Mahmood estava no primeiro ano de atuação como médico, tendo se formado na faculdade de medicina meses antes, e lidou pouco com a doença. Porém, ao tratar dois pacientes, acabou contraindo a gripe suína e sofreu pessoalmente o drama das vítimas.

Dez anos depois, a situação foi bastante diferente e Mahmood revelou, em entrevista ao UNILAD, que o novo coronavírus afetou não só o trabalho no hospital, mas também o dia a dia dele, como tem acontecido com pessoas ao redor do mundo:

+ Leia mais: Homem com fetiche em chinelos é preso após roubar 126 pares para transar

"Desde a maneira como nossos pacientes marcam cirurgias até como atendemos eles, a forma como nos comunicamos com nossos colegas, as nossas roupas de trabalho", enumerou. "Pessoalmente, as mudanças foram maiores: compras online, limpeza meticulosa da casa e quaisquer objetos que entrem nela, videochamadas com familiares e amigos".

Porém, apesar de todas as mudanças na vida dele, o médico revelou que o que o deixa mais frustrado após enfrentar as duas pandemias são as pessoas que insistem em dizer que os vírus não passam de uma mentira:

+ Leia mais: Marido traído presenteia esposa com carro novo após perdoar flagra em motel

"A maior frustração é ter que desmascarar as teorias de conspiração absurdas e muitas vezes desagradáveis ​​sobre o vírus ser uma farsa ou médicos conspirando com o governo para denunciar as taxas de mortalidade ou como o vírus se espalhou (referências à China, muçulmanos, antenas de 5G)", contou. "Será necessário um esforço coletivo para superar essa pandemia, mas acredito firmemente que iremos enquanto permanecermos unidos ao invés de permitir que as sementes do ódio e da divisão floresçam".

"As teorias da conspiração podem ser prejudiciais porque desviam a atenção dos problemas reais e podem levar as pessoas a desconsiderar os conselhos vitais de segurança (por exemplo, medidas de distanciamento social). Além disso, eles causam divisões na sociedade - como vimos em termos de retórica racista em relação ao povo chinês e aos muçulmanos durante essa pandemia - quando agora, mais do que nunca, precisamos nos unir universalmente", acrescentou.

 


+ Já pensou poder controlar as tarefas do seu dia a dia de uma maneira super tecnológica! Acredite se quiser, mas isso já é possível com os dispositivos Echo! Controlados pela Alexa, assistente de voz da Amazon, com eles você pode realizar diversas atividades por meio de alguns comandos. Confira:

1. Echo Dot 3ª geração: https://amzn.to/2Ty61aI

2. Echo Show 5: https://amzn.to/366fSae

3. Echo 3ª geração: https://amzn.to/2Ny2ghp

4. Echo Show 8: https://amzn.to/2PO3x5f

Vale lembrar que os preços e a quantidade disponível dos produtos condizem com os da data da publicação deste post. Além disso, assinantes Amazon Prime recebem os produtos com mais rapidez e frete grátis, e a Exitoína pode ganhar uma parcela das vendas ou outro tipo de compensação pelos links nesta página.

Exitoína agora está no Telegram! Você quer ficar por dentro de todas as novidades? Acesse https://t.me/exitoinabrasil e não perca mais nada!