Exitoína
Facebook ExitoínaTwitter ExitoínaYoutube ExitoínaInstagram ExitoínaTelegram Exitoína
Coronavírus » EITA!

Rússia registra primeira vacina contra o coronavírus, mas gera polêmica

Anúncio foi feito pelo presidente Vladimir Putin na manhã desta terça (11)

Redação Publicado em 11/08/2020, às 11h26 - Atualizado às 11h36

Rússia anuncia registro de 1ª vacina contra a COVID-19, mas gera polêmica por falta de dados
Rússia anuncia registro de 1ª vacina contra a COVID-19, mas gera polêmica por falta de dados - Luann Hunt/Pixabay

O presidente Vladimir Putin anunciou, na manhã desta terça-feira (11), que a Rússia se tornou o primeiro país a registrar uma vacina contra a COVID-19, doença decorrente do coronavírus.

+ Leia mais: Perda do olfato pelo coronavírus pode ser definitiva, indica estudo

O imunizador, no entanto, tem gerado polêmica, já que foi registrado apenas dois meses após testes em humanos, mas o presidente garante que ela está pronta para ser usada e uma das filhas dele já teria sido vacinada.



Segundo Putin, a vacina teria passado por testes necessários para provarem que ela é eficiente em oferecer imunidade duradoura contra o vírus. Porém, cientistas nacionais e internacionais desconfiam dessa eficácia, já que a vacina ainda não passou pelos testes da fase 3, que exige um determinado percentual de participantes com o vírus para observar os efeitos da vacina e é considerado essencial para que ela recebe a aprovação.

+ Leia mais: Restaurante cria bolhas de isolamento para manter clientes afastados durante a pandemia de coronavírus

Dispensando os alertas, o presidente enfatizou a segurança da vacina e avisou que profissionais da saúde, professores e pessoas em grupos de risco serão os primeiros vacinados. A produção do medicamento deve começar já no próximo mês e as aplicações da vacina devem começar em outubro.

+ Leia mais: Youtuber compara uso de máscaras na pandemia de coronavírus à Alemanha nazista

Seguindo a divulgação do registro da vacina, a Organização Mundial de Saúde (OMS) afirmou estar discutindo com as autoridades russas um processo de pré-aprovação da vacina:

"Estamos em contato próximo com as autoridades de saúde russas e as discussões estão em andamento no que diz respeito à pré-qualificação da vacina", declarou Tarek Jasarevic, porta-voz da OMS, durante uma reunião em Genebra. "Porém, novamente, a pré-qualificação de qualquer vacina envolve análise e avaliação rigorosas de todos os dados de segurança e eficação requeridos".

+ Leia mais: Bar cobra "Taxa Covid-19" de frequentadores durante a pandemia de coronavírus

O chefe do fundo soberano da Rússia, Kirril Dmitriev, também declarou que a vacina aprovada pela Rússia deve ser comercializada internacionalmente, com o nome de Sputnik 5 em referência ao primeiro satélite lançado ao espaço, e a fabricação na América Latina deve começar em novembro, assim que obtida a aprovação regulatória. Ele ainda afirmou que a Rússia já tem pedidos de mais de 20 países por 1 bilhão de doses da vacina.

+ Leia mais: Cruzeiro estreia retomada de viagens com 36 infectados por coronavírus

Em São Paulo, o governador João Doria declarou que o ou que o Instituto Butantan não produzirá a vacina aprovada nesta terça: "Não sou capaz de avaliar se é boa ou não é, se tem o aval da Organização Mundial de Saúde. Não quero fazer pré-avaliação. Pelo Butantan, não", declarou em entrevista à Rádio Bandeirantes.

"Houve uma procura, mas foi respondido que já temos uma associação com o laboratório chinês Sinovac para a produção da CoronaVac. Não faria sentido algum ter uma segunda alternativa no mesmo Butantan, cujo o objetivo é o mesmo", ainda disse.

 


+ Itens para maratonar filmes em casa:

1. Pipoqueira Philco: https://amzn.to/3746SUt

2. Almofada porta-pipoca: https://amzn.to/2sxJ0JK

3. Smart TV LED Panasonic: https://amzn.to/38kZXGr

4. Fire TV Stick: https://amzn.to/30xAnLH

5. Home Theater Philco: https://amzn.to/38hufKl

6. Poltrona reclinável, K.R. Móveis: https://amzn.to/2Nz93Yi

Vale lembrar que os preços e a quantidade disponível dos produtos condizem com os da data da publicação deste post. Além disso, assinantes Amazon Prime recebem os produtos com mais rapidez e frete grátis, e a Exitoína pode ganhar uma parcela das vendas ou outro tipo de compensação pelos links nesta página.

Exitoína agora está no Telegram! Você quer ficar por dentro de todas as novidades? Acesse https://t.me/exitoinabrasil e não perca mais nada!