Exitoína
Facebook ExitoínaTwitter ExitoínaInstagram Exitoína
Famosos » POLÊMICA

Amber Liu, ex-membro do grupo de k-pop f(x), é acusada de racismo

Em um vídeo, a artista justifica a prisão de um homem negro por comer sanduíche

Redação Publicado em 18/11/2019, às 07h56

Amber Liu: cantora foi acusada de racismo após comentar vídeo em que homem negro é preso por comer sanduíche no metrô
Amber Liu: cantora foi acusada de racismo após comentar vídeo em que homem negro é preso por comer sanduíche no metrô - Instagram

A artista de k-pop Amber Liu foi acusada de racismo após comentar um vídeo onde um homem negro recebe voz de prisão de um policial branco por comer um sanduíche em uma estação de metrô.

Nas imagens, os dois estão na plataforma e o policial segura a bolsa do homem: "Você acabará na cadeia", diz o oficial. "Eu não vou para a cadeia por comer a droga de um sanduíche", responde o homem.

Uma amiga dele, que registra as imagens, pergunta se há alguma placa dizendo que não é permitido comer na plataforma, mas o policial insiste dizendo que o ato é uma violação às leis da Califórnia. Segundo o Metro, o homem foi, de fato, algemado e preso, o que não é mostrado nas imagens.

+ Leia mais: Will.i.am, do Black Eyed Peas, acusa aeromoça de racismo após ser retirado de voo pela polícia

Apresentada com o vídeo em uma entrevista, Amber reagiu: "Esse homem mereceu. Eu acho que ele mereceu. Ele é superdesrespeitoso. Você não precisa agir dessa forma com um policial. Ele é um policial, mostre algum respeito. Saiba dos seus direitos, mas mostre algum tipo de respeito."

O comentário não foi bem recebido e uma campanha de cancelamento da ex-membro do grupo f(x) foi levantada nas redes sociais. Um usuário compartilhou um vídeo com o comentário e escreveu: "Amber disse mesmo para respeitar pessoas que matam pessoas por fazerem absolutamente nada? Aquele homem negro estava comendo um sanduíche e você está dizendo que ele merecia ser preso? Achei que você fosse mais entendida."

Após a repercussão negativa, a artista foi ao Twitter se desculpar pelo que falou: "Eu vi um vídeo, fiz um julgamento rápido e espontâneo e fiz uma grande besteira. Foi minha culpa por não estar mais consciente sobre como o racismo estrutural nos Estados Unidos continua e ficou pior nos últimos dez anos que passei do outro lado do mundo", escreveu.

+ Leia mais: Vencedora do Oscar por Preciosa, Mo'Nique processa a Netflix por discriminação

No vídeo, após o comentário de Amber, o apresentador chega a comentar: "Essa é uma área delicada, porque culturalmente nós não entendemos o que a comunidade negra passa, então eles respondem muito diferente a policiais do que nós."

"Eu, 100%, não apoio racismo e discriminação. Me deixa com raiva que ele foi escolhido pela cor de sua pele. Isso é completamente injusto e eu sinto muito por não ver a situação toda e tirar conclusões precipitadas", continou a cantora. "Eu sempre levantei a bandeira da igualdade, a bandeira do amor, eu acredito no [movimento] Vidas Negras Importam e eu sinto muito por afetar negativamente tantas pessoas por causa da minha ignorância e continuarei a me educar nesse assunto."

Amber Liu se desculpou por comentário racista em suas redes sociais (Twitter)

 

+ Leia mais: Sabrina Paiva alega ter sido chamada de "macaca" em A Fazenda e recebe apoio do público: "Racismo é crime"

No entanto, um outro usuário do Twitter contestou a versão de Amber sobre não conhecer a situação racial nos Estados Unidos: "Amber não é inocente. Nesse vídeo, ela explica a violência policial e como pessoas negras são abordadas todos os dias por causa da cor de sua pele".

No vídeo, Amber diz que o homem deveria ter tido uma reação mais polida à abordagem: "Você poderia falar: 'policial, o que eu fiz?'. Há uma violência policial acontecendo, você para uma pessoa pela sua cor de pele, mas [nesse caso]... 'eu sei pelo que você me parou, mas me deixe entender, senhor'".