Exitoína
Facebook ExitoínaTwitter ExitoínaYoutube ExitoínaInstagram ExitoínaTelegram Exitoína
Famosos » SUCESSO

Luísa Sonza entra para lista da Forbes de jovens talentos com menos de 30 anos

Pedro Calais, do grupo Lagum, também aparece na seleção

Redação Publicado em 31/12/2019, às 15h09

Luísa Sonza em publicação nas redes sociais
Luísa Sonza em publicação nas redes sociais - Instagram

Luísa Sonza chegou em um momento importante em sua carreira. A cantora está na famosa lista da Forbes, que seleciona personalidades com menos de 30 anos em vários ramos profissionais. Conhecida como Under 30, a lista também é feita na edição da revista no Brasil.

Sobre a conquista, Luísa fez um desabafo nas redes sociais e revelou que sofreu muitos preconceitos no início de sua trajetória. "Já fui chamada de tudo um pouco desde que apareci nessa internet. Interesseira, puta, burra, encostada, vagabunda, entre outros milhares adjetivos que leio desde que eu tinha 17 anos", disse.

Sonza ainda reforçou que hoje está em uma posição consolidada em sua vida, mas ainda é associada com o seu marido, o youtuber Whindersson Nunes.

"Hoje eu sou milionária e ganho tanto quanto meu marido, tenho a carreira totalmente independente em outra área que não tem nada a ver com o trabalho do meu marido, mas até hoje se eu ler qualquer comentário em algum site de fofoca sobre mim, lá vai estar: “arrancando todo o dinheiro do Whindersson”, “Whindersson comprou a carreira dela”, “Whindersson que paga as coisas”, e assim por diante, mesmo eu e ele dividindo até a conta de luz", desabafou.

+Leia mais: Luísa Sonza é uma sequestradora no clipe de Não Vou Mais Parar; assista

Veja a publicação:

 
 
 
 
 
Ver essa foto no Instagram
 
 
 
 
 
 
 
 
 

Nem sei por onde começar. Sei que muitas das pessoas que inclusive aqui me acompanham não imaginam que se quer sou uma cabeça pensante... Já fui chamada de tudo um pouco desde que apareci nessa internet. Interesseira, puta, burra, encostada, vagabunda, entre outros milhares adjetivos que leio desde que eu tinha 17 anos. E depois que viram que dessas coisas não podiam mais me chamar (embora muitos continuam chamando) virei a mulher de fulano, e também, depois que as coisas começaram a dar certo, passou-se a alegar q só fazia sucesso por causa de fulano. Isso tudo fez com que colocassem uma venda em mim e na minha história. Todo meu trabalho era ignorado ou diminuído, simplesmente me colocando como alguém que não se podia considerar ALGUÉM. Mal sabiam que todas essas coisas que pareciam ser as “vantagens” foram as coisas que mais me machucaram e fizeram ser as coisas (bem) mais difíceis de acontecer. E por isso valeu mais ainda a pena. Foi preciso MUITA estratégia só pra tirar tantos rótulos criados só por eu ter um relacionamento. Fora os rótulos que uma mulher que rebola a bunda (ou não) já carrega por si só. Tive que ser muito empreendedora pra conseguir mudar aos poucos os rótulos e fazer a música sobressair em meio a tanta merda. Não to falando isso pra me vitimizar e nem acho que isso seja o fim do mundo. Não to aqui querendo ter uma história triste nem nada. Só to falando pra explicar que foi preciso muito trabalho pra chegar até aqui. E por isso to na Forbes, já que muitos não estão entendendo pq, estou explicando, que, tudo que conquistei foi com meu suor, com meu dinheiro. Hoje eu sou milionária e ganho tanto quanto meu marido, tenho a carreira totalmente independente em outra área que não tem nada a ver com o trabalho do meu marido, mas até hoje se eu ler qualquer comentário em algum site de fofoca sobre mim lá vai estar “arrancando todo o dinheiro do Whindersson” “Whindersson comprou a carreira dela” “Whindersson que paga as coisas” e assim por diante, mesmo eu e ele dividindo até a conta de luz. A real é que é difícil aceitarem uma mulher de sucesso. Mas vcs vão ter que engolir.

Uma publicação compartilhada por Luísa Gerloff Sonza (@luisasonza) em

 

O vocalista da banda Lagum, Pedro Calais, também apareceu na lista da Forbes.

 


+ Em momentos estressantes ou que exigem grande concentração, nada como relaxar a mente para terminar as tarefas do dia. Para te ajudar, separamos 5 playlists incríveis que vão te ajudar a manter o foco e dar mais energia na sua rotina.

Desacelerando: Para começar a acalmar os pensamentos e embarcar no trabalho com maior produtividade, nada melhor do que ouvir músicas que ajudem a relaxar.

Mellow 70s Gold: Trabalhe ouvindo músicas nostálgicas que tocavam na rádio na época de 1970.

Café, MPB e trabalho: Para focar nos prazos e compromissos do trabalho, essa lista com as melhores do nacional vai te dar um empurrãozinho.

Home Office: Essa lista é perfeita para quem adora as bandas indies com estilo mais alternativo na batida.

Classical For Focus: Com atenção redobrada, esta playlist conta com músicas de concerto clássico para não se distrair e tem sons instrumentais que irão estimular o cérebro no foco do trabalho.

Vale lembrar que os preços e a quantidade disponível dos produtos condizem com os da data da publicação deste post. Além disso, assinantes Amazon Prime recebem os produtos com mais rapidez e frete grátis, e a revista Exitoina pode ganhar uma parcela das vendas ou outro tipo de compensação pelos links nesta página.

Exitoína agora está no Telegram! Você quer ficar por dentro de todas as novidades? Acesse https://t.me/exitoinabrasil e não perca mais nada!