Exitoína
Facebook ExitoínaTwitter ExitoínaInstagram Exitoína
Famosos » Homofobia

Ricky Martin pede renúncia do governador de Porto Rico, após vazamento de mensagens homofóbicas no Telegram

Assim como no Brasil, vazamento de mensagens do Telegram de políticos gerou polêmica

Redação Digital Publicado em 15/07/2019, às 14h32 - Atualizado às 14h39

O cantor porto-riquenho Ricky Martin em foto de seu Instagram
O cantor porto-riquenho Ricky Martin em foto de seu Instagram - Reprodução/Instagram

Não foi só no Brasil que o vazamento de mensagens do aplicativo Telegram de políticos gerou polêmica. Em Porto Rico, um documento com 889 páginas revelou mensagens do governador Ricardo Rosselló e de pessoas próximas a ele. 

Dentre as mensagens, algumas possuem conteúdo machista e homofóbico. De acordo com a revista americana Billboard, em uma delas Rosselló chama a política norte-americana Melissa Mark, do Partido Democrata, de "vadia", enquanto uma pessoa ligada a ele faz piada com a sexualidade de Ricky Martin. "Ricky Martin é tão machista que f*** homens porque as mulheres não contam. Patriarcado puro."

Irritado com a publicação, Ricky Martin pediu, por meio do seu Twitter, que Ricardo Rosselló renuncie ao cargo, o mais alto da politica em Porto Rico, já que o país é um estado livre associado dos Estados Unidos. Segundo Martin, as mensagens são "repugnantes e mostram o caráter e a personalidade intolerante, arrogante, prepotente, homofóbica, machista e violenta de cada um."

"Não podemos permitir que nossa Porto Rico esteja nas mão de estes 'líderes'", escreveu. "É vergonhoso, inaceitável e não se resolve com um pedido de desculpas. Este não é o governo que precisamos."

O cantor porto-riquenho foi enfático em seu pedido. "Faça um ato de generosidade e amor por Porto Rico e ceda o seu cargo para uma pessoa que tenha sabedoria e liderança para nos guiar como povo."

Outros artistas do país se somaram a Ricky Martin, como Bad Bunny, Residente e Kany Garcia. Segundo a Billboard, Rosselló já declarou que não vai renunciar. 

++ Saiba quem são os artistas pop internacionais que mais apoiam a causa LGBTQ+

Em seu Instagram, Martin convocou seus seguidores porto-riquenhos para um protesto nesta segunda-feira (15). 

No Brasil, já há mais de um mês, um grande vazamento de mensagens de membros da Operação Lava-Jato no Telegram, como do então juiz e hoje ministro da Justiça Sérgio Moro, tem gerado uma série de reportagens do jornal The Intercept, apelidada de #VazaJato.