Exitoína
Facebook ExitoínaTwitter ExitoínaYoutube ExitoínaInstagram ExitoínaTelegram Exitoína

Idoso tenta despejar filha de apartamento há oito anos ao gastar mais de R$370 mil em briga judicial

Peter Grundy, de 84 anos, tenta tirar Katrina, de 49 anos, para poder vender seu imóvel

Redação Publicado em 25/06/2020, às 14h01

Peter Grundy em entrevista ao A Current Affair.
Peter Grundy em entrevista ao A Current Affair. - Transmissão/9Now

Um homem de 84 anos está há oito anos tentando despejar sua filha de seu apartamento em uma briga judicial que já lhe custou US$70.000 em honorários,mais de R$370 mil.

De acordo com o Unilad, Peter Grundy afirma que sua filha, Katrina, de 49 anos, está alocada em seu apartamento sem pagar aluguel por anos apesar de seus esforços para convencê-la a sair do local em Melbourne, na Austrália.

O aposentado tentou todos os meios legais para recuperar seu imóvel, que ele precisa vender porque quer se mudar para uma vila de idosos desde a morte de sua esposa Margaret. "Tenho que pagar adiantado em uma vila de aposentados mais do que receberia por esta casa", disse ele ao programa A Current Affair, da 9News. "Não tenho direito a uma pensão", explicou.

A dificuldade é que ele não pode vender o apartamento porque Katrina colocou uma advertência na unidade sem que ele soubesse. "Muito esperto em termos legais", disse Peter. "E os advogado disseram - ela é alguém que eu nunca conheci - ela tem uma capacidade enorme de inventar coisas que nunca ouvimos falar", completou.

Katrina afirma que seus pais lhe deram a propriedade de Melbourne há oito anos embora essa alegação tenha sido rejeitada por um juiz. Desde então, Peter acredita que perdeu mais de US $ 200.000 em aluguel, cerca de R$1 milhão.

"O estado de Victoria não tem outro mecanismo disponível para ele [Peter] para tirá-la de lá - ele seguiu tudo o que pode fazer. No entanto, ela permanece, e parece que todos os dias ela permanece, é outro dia de injustiça para ele", comentou um advogado.

Katrina ainda afirma ter participado dos pagamentos de aluguel, mas se recusou a fornecer ao programa qualquer evidência disso. De acordo com A Current Affair, um mandado permanece em curso por sua prisão em New South Wales apesar de já terem se passado três meses desde que o mandado foi emitido.

+ Leia Mais: Homem descobre motivo da morte da mãe quase 40 anos depois

"Katrina, você decepcionou enormemente tanto sua mãe quanto eu. Espero que o problema seja resolvido em breve", disse Peter em um recado para a filha.

 

 

Exitoína agora está no Telegram! Você quer ficar por dentro de todas as novidades? Acesse https://t.me/exitoinabrasil e não perca mais nada!