Exitoína
Facebook ExitoínaTwitter ExitoínaYoutube ExitoínaInstagram ExitoínaTelegram Exitoína
Games » Cultura

Em festival LGBTQ+, novos games surgem como reflexão para “saída do armário”

Com games que abordam diversidade, o Festival levanta a grandeza dos jogos

Felipe Grutter Publicado em 19/11/2019, às 12h42

Participantes da 2ªBIG Mix Jam [4Diversity]
Participantes da 2ªBIG Mix Jam [4Diversity] - Marina Pecoraro

No ano de 2019 a cidade de São Paulo recebeu um evento muito interessante para a população, que é o 27° Festival Mix Brasil. Sob o tema “Persistir”, ele acontece entre os dias 13 e 20 de novembro, e trará muita cultura, como literatura, cinema, teatro, música, etc. Porém o que vem ganhando força, desde 2018 são os games, que estão no festival pelo segundo ano consecutivo.

Os games estão sendo cada vez mais relevantes na sociedade, tanto que a indústria dos games é a maior do mercado do entretenimento, maior do que a da música e cinema juntas, estima-se que exista mais de 2 bilhões de jogadores mundialmente.

No Festival, os games estão presentes no programa BIG Mix Diversity, uma iniciativa do BIG Festival, do Conselho da Diversidade da Abragames e da Games [4Diversity] da Holanda. Nele estão sendo expostos quatro jogos que foram selecionados pela organização, “todos os jogos inscritos no BIG Festival 2019 são analisados por uma equipe de seleção e por um curador” comenta Sérgio Nesteriuk curador do BIG Festival 2019, “os finalistas são avaliados por um júri que determina o jogo vencedor naquela categoria”, finaliza.

+ Leia mais: Superman teria dois jogos de videogame que foram cancelados, revela roteirista; veja imagens

Os quatro jogos finalistas estão expostos no Centro Cultural São Paulo entre os dias 14 e 20 de novembro foram os brasileiros Huni Kuin: Yube Baitana, desenvolvido pela Bobware/Beya Xinã Bena e o Spikes on High Heels, da Amand.APPs. Os finalistas internacionais foram after HOURS de Bahiyya Khan, Claire Meekel, Tim Flusk e Abi Meekel da África do Sul e o She Dreams Elsewhere desenvolvido pelo Studio Zevere dos Estados Unidos.

Painel de um dos jogos ganhadores - Marina Pecocaro

 

Paralelo ao BIG Festival aconteceu a 2ªBIG Mix Jam [4Diversity] com o tema “Saindo do Armário” entre os dias 15 e 17 de novembro. Essa game jam consistiu em reunir desenvolvedores de jogos por 48 horas no Goethe-Institut São Paulo para a criação de um game. A atividade foi conduzida por Sabina Dirks, do Games [4Diversity], e contou com mentores das empresas Tapps Games, Webcore Games, entre outras.

Segundo Marina Pecocaro, idealizadora do projeto, a ideia era “refletir sobre como o contexto social e pessoal influencia na saída do armário”, porém não parou por aí, “tratamos a saída do armário não apenas ligado à sexualidade, mas como qualquer mudança de paradigma na vida”, disse.

O festival traz jogos com muita representatividade, como drag queens jogando vôlei até histórias ancestrais indígenas. De acordo com Marina, “se você pegar os jogos finalistas na categoria arte, não se tem a menor duvida de quanto os games são arte, cultura e entretenimento”, ou seja, os games “te fazem sentir e sofrer, tudo o que uma obra de arte pode fazer”.

+ Leia mais: Street Fighter V terá edição com todos os lutadores, skins e cenários

Por serem arte, os jogos podem ser usados como uma ferramenta social, como comenta Sérgio, “na medida em que são extremamente populares, os games servem de ponto de partida para uma série de discussões e ações sociais e de inclusão que ultrapassam os limites da tela e do próprio mundo dos games”.

Como toda arte, os jogos também servem como ferramenta social, sobre isso, Sérgio acredita que “os games se somam a outras formas de expressão com o potencial de dialogar de uma forma bastante ativa com um público jovem e que, em muitos casos, não costuma interagir com conteúdos ‘socialmente relevantes’”, comenta.

O BIG Festival 2019 mostra os games como meio de representatividade e resistência, “os games têm o poder de ultrapassar diversas barreiras (geográficas, sociais, econômicas, políticas, etc), e de envolver e unir as pessoas”, de acordo com Nesteriuk. Esses fatores acabam sendo muito importantes para diversas pessoas, tanto que segundo José Henrique, desenvolvedor do jogo Spikes on High Heels, “jogos podem ser usados para contar historias de gente que por muito tempo não teve voz”.

+ Leia mais: Ator de 'Orange is the New Black' irá estrelar série baseada no jogo 'Halo'

As equipes do 27° Festival Mix Brasil, do BIG Festival e da 2ªBIG Mix Jam [4Diversity] tiveram uma decisão mais que acertada, mostrando jogos importantes que ajudam a quebrar o estereótipo dos games, por causa de obras muitas vezes sexistas e ultrapassadas, e que ajudam como ferramenta social, tanto que para Henrique, “a representatividade é importante pra desconstruir esse conceito e ensinar que jogos são universais”.

Os games estão cada vez mais relevantes na nossa sociedade, segundo Sérgio “há uma espécie de legitimação dos games enquanto arte por parte de alguns museus e instituições ligadas ao universo das artes”, tanto que O MoMA, um dos principais museus de arte moderna do mundo, tem mais de 20 jogos em sua coleção.

Ou seja, os jogos podem ser arte e resistência “através da representação (sem comportamentos tóxicos), pois as narrativas e personagens podem impactar positivamente a nossa sociedade, como sair do armário ou viver com uma doença de pele, com isso você está impactando”, de acordo com Marina Pecocaro.

 


+ AMANTES DE SUPER-HERÓIS (OU VILÕES), SÉRIES, BRUXOS E GUERRAS ESTELARES, ATENÇÃO: Separamos uma lista INCRÍVEL de coisas que nenhum membro no mundo geek deveria viver sem!

  1. Coleção Harry Potter - 7 volumes: Este box com a coleção completa de Harry Potter que parece mais uma obra de arte - https://amzn.to/2pDKNv1
  2. Harry Potter Luminária Noturna Da Coruja Hedwig: Essa luminária noturna da famosa coruja de Harry Potter - https://amzn.to/2PgARmb
  3. Luminária Acrílico Star Wars Darth Vader: Falando de decoração, que tal iluminar o seu Lado Negro da Força no melhor estilo de todos? - https://amzn.to/2J67sqI
  4. Quebra Cabeça 2000 Peças Avengers Endgame: Seja por hobby ou passatempo, com este quebra-cabeça de 2000 peças dos Vingadores, a diversão é garantida! - https://amzn.to/2o3Pqhw
  5. Crisis on Infinite Earths Box Set: Você está prestes a se apaixonar pelo SONHO de consumo de qualquer fã da DC Comics. Esse box com 14 volumes do "Crisis on Infinite Earths". Garanta este produto na pré-venda! - https://amzn.to/35VDaAH

Vale lembrar que os preços e a quantidade disponível dos produtos condizem com os da data da publicação deste post. Além disso, assinantes Amazon Prime recebem os produtos com mais rapidez e frete grátis, e a Exitoína pode ganhar uma parcela das vendas ou outro tipo de compensação pelos links nesta página.


Exitoína agora está no Telegram! Você quer ficar por dentro de todas as novidades? Acesse https://t.me/exitoinabrasil e não perca mais nada!