Exitoína
Facebook ExitoínaTwitter ExitoínaYoutube ExitoínaInstagram ExitoínaTelegram Exitoína
Música » #METOO

Lily Allen acusa gravadora de omissão diante de denúncia de abuso sexual

Em entrevista, a cantora disse que a indústria musical se preocupa em proteger homens poderosos

Redação Publicado em 13/09/2019, às 12h49

A cantora falou sobre o assédio em seu livro
A cantora falou sobre o assédio em seu livro - Reprodução/Instagram

A cantora Lily Allen revelou que foi abusada sexualmente em 2016 por um homem da indústria musical. A informação veio a público em seu livro de memórias lançado no último ano e agora, em entrevista para a BBC, ela acusa sua gravadora de não ter feito nada a respeito.

Ela contou que foi jantar com o CEO da Warner Music, Max Lousada, pouco depois do lançamento de seu livro. Na ocasião, ele disse que não fazia ideia do incidente até então. A entrevistadora perguntou a ela se ele se ofereceu para fazer algo, agora que já sabia. A cantora riu e disse que não.

++ Camila Mendes, de Riverdale, revela que foi vítima de abuso sexual na faculdade

A cantora não chegou a dizer o nome do homem que a atacou por questões legais, mas afirma que os bastidores da indústria musical sabem bem quem teria a atacado. Em nota, a Warner Music afirmou que levam acusaçõe do tipo "extremamente a sério" e que investigam as denúncias que chegam a eles. 

A cantora disse que o abusador se desculpou e pediu que ela não comentasse sobre o ocorrido e que ela decidiu não fazer uma denúncia formal na polícia para não criar uma situação. "Eu queria me proteger", explica. "A indústria musical é sobre proteger grandes homens poderosos em posições de influência."

 

Exitoína agora está no Telegram! Você quer ficar por dentro de todas as novidades? Acesse https://t.me/exitoinabrasil e não perca mais nada!