Exitoína
Facebook ExitoínaTwitter ExitoínaYoutube ExitoínaInstagram ExitoínaTelegram Exitoína
Música » LollaBR

Os momentos mais inesquecíveis do Lollapalooza Brasil 2019

Festival que rolou nos dias 5, 6 e 7 de abril marcaram os fãs e amantes da música que foram para o Autódromo de Interlagos

Redação Digital Publicado em 08/04/2019, às 10h54 - Atualizado em 03/05/2019, às 17h36

Sam Smith no Lollapalooza Brasil
Sam Smith no Lollapalooza Brasil - Reprodução/Instagram

Durante os dias 5, 6 e 7 de abril, o Lollapalooza Brasil lotou o Autódromo de Interlagos com mais de 70 artistas brasileiros e internacionais.

Teve trem lotado, evacuação por causa da chuva, caminhadas e corridas pelo autódromo, gente que dormiu na fila, gente que chegou na hora do show, quem correu pra ficar na grande e quem quis curtir de longe.

Mas uma coisa é certa: alguns momentos do Lolla Brasil 2019 foram muito marcantes e vão ficar na memória.

>> Portugal. The Man tocando Feel it Still e levando indígenas pro palco

A banda foi a primeira internacional a abrir o festival Lollapalooza deste ano. No set, teve um dos maiores hits dos últimos 2 anos: Feel it Still.

Outro momento marcante do show do grupo foi quando representantes do povo Guarani da Terra Indígena do Pico do Jaraguá, São Paulo, para o palco para falar sobre a importancia de proteger as terras e a biodiversidade: "Os indígenas são 5% da população. Nós protegemos 82% da biodiversidade do mundo. Falam que é muita terra para pouco índio, mas é muito índio protegendo a vida. Nós, povos indígenas, estamos sendo perseguidos, estamos sendo assassinados e mortos. Nós estamos lutando pela vida."

>> Sam Smith emocionado

Quem foi pro Onix Day na quinta-feira já teve um gostinho do que Sam Smith faria na sexta-feira. Mas nem ele estava preparado para os milhares e milhares de pessoas se amontando para ver o show e cantando todas as letras junto. 

Durante o show, Sam Smith ficou emocionado e agradeceu a presença de todo mundo, assim como o amor e lealdade dos fãs que estavam ali por ele. Em vários momentos, o cantor ficava sorrindo emocionado ao ver a multidão.

Sam Smith não poupou posts no instagram para declarar seu amor pelos shows no Brasil.

>> Despedida dos Tribalistas

O trio formado por Carlinhos Brown, Arnaldo Antunes e Marisa Monte tinha se reunido para lançar novas músicas e rodar o país com shows dos Tribalistas.

Eles se apresentaram na sexta-feira (5), levando milhares de fãs para o palco principal do festival. Mas ninguém sabia o que o show realmente era: a última apresentação, por enquanto, dos tribalistas.

Marisa Monte usou suas redes sociais para agradecer o carinho de todos e comunicar o fim - pelo menos, por agora - da reunião do trio.

>> Chuva e shows cancelados

Infelizmente, o Lollapalooza Brasil 2019 não foi feito só de momentos emocionantes e curtição: no sábado, uma tempestade de raios se aproximou do autódromo.

O rapper Rashid, que tinha cantado apenas duas músicas, parou o show por medidas de segurança e pediu para que todos se afastassem da grade e das grandes estruturas que seguravam as caixas de som.

Os fãs tinha acampado na fila para ficar na grade para o show de Lenny Kravitz e do Kings of Leon tiveram que deixar seus lugares. Alguns até deixaram suas mochilas e pertences para garantir o lugar, mas tiveram que começar a evacuar o lugar.

O festival ficou paralisado por duas horas. As pessoas procuraram abrigo nas áreas cobertas do festival, como um estacionamento embaixo da sala de imprensa.

Shows que aconteceriam no horário da chuva foram cancelados, mas a Budweiser anunciou que Rashid, que teve seu show interrompido, e Silva, cujo show foi cancelado, farão uma apresentação para quem foi no Lollapalooza. A data ainda não foi divulgada.

>> Lenny Kravitz dando a dose de rock para o festival

A edição de 2019 do festival foi marcada pelos artistas de rock e rap, que ocuparam os postos de headliners ao se apresentarem mais tarde em cada dia. 

Lenny Kravitz foi um deles, que reniu diferentes gerações para um show com muito rock, reggae, swing e espaço para dançar.

>> Post Malone e Kevin O Chris

A combinação artista internacional com funkeiro já tinha acontecido no palco do Lollapalooza, com o Mc Bin Laden no palco com Skrillex alguns anos atrás. Em 2019, foi a vez do Kevin O Chris subir ao palco para cantar junto com o rapper Post Malone.

Post Malone tocou alguns dos seus maiores hits como Better Now e rockstar, mas o show do rapper também teve funk da gaiola com participação de Kevin.

>> IZA mostrando que é a diva pop que o Brasil estava precisando

Quem já ouviu IZA cantando I put a spell on you sabe do poder da voz dela. Em sua estreia no Lollapalooza, ela deu mais uma mostra disso ao apresentar seus hits até a covers de Rihanna e Lady Gaga, colocando todo mundo pra cantar junto.

O palco ficou pequeno para as milhares de pessoas que foram ver a IZA - um erro do festival foi assumir que ela não deveria ter ido para um com espaço maior, como o Onix ou até o Bud.

Com coreografias impecáveis, dançarinos dedicados e backing vocals talentosos, o show da IZA foi um dos melhores do Lollapalooza Brasil e ela mostrou que é, sim, a diva pop que o Brasil estava precisando.

>> Twenty One Pilots

Quem viu o Twenty One Pilots no Lollapalooza Brasil 2016, já sabia o que esperar da apresentação da banda em sua segunda passagem pelo Brasil. 

A dupla lotou o palco Onix e colocou todo mundo para pular em um show enérgitco com solos de bateria no meio da galera, rap, hip hop, batidas graves e até ukulele. Tyler, o vocalista, interagiu com o público e criou brincadeiras para cantar junto com os presentes, além de provocar a plateia brasileira ao dizer que a da Argentina estava melhor.

No final, ele disse que os brasileiros ganharam.

>> Kendrick Lamar

O primeiro show do rapper Kendrick Lamar no Brasil não foi televisionado, mas quem tava no show curtiu da primeira batida até a última nota da música All the Stars.

O rapper - que é o único rapper na história a ter um Putlizer - conquistou o público com performances cheias de energia, colocando todo mundo para pular e balançar as mãos com algumas das músicas de rap mais famosas do mundo como Bitch don' t kill my vibe e HUMBLE.

O show mostrou porque ele é considerado o maior músico do estilo atualmente. Mas quem perdeu, calma: antes de sair do palco, Kendrick prometeu que vai voltar.

Exitoína agora está no Telegram! Você quer ficar por dentro de todas as novidades? Acesse https://t.me/exitoinabrasil e não perca mais nada!