Exitoína
Facebook ExitoínaTwitter ExitoínaYoutube ExitoínaInstagram ExitoínaTelegram Exitoína
News » CASO MARI FERRER

Anitta, Rafa Kalimann e Tatá Werneck pedem justiça por Mari Ferrer

Absolvição de empresário André Aranha gerou revolta nas redes sociais; termo "estupro culposo", cunhado por jornalista, foi rechaçado

Redação Publicado em 03/11/2020, às 16h55 - Atualizado às 17h00

Anitta, Rafa Kalimann, Tatá Werneck e outras famosas se pronunciaram e pediram justiça pelo caso de estupro da influencer Mari Ferrer
Anitta, Rafa Kalimann, Tatá Werneck e outras famosas se pronunciaram e pediram justiça pelo caso de estupro da influencer Mari Ferrer - Reprodução/Instagram

O dia 15 de dezembro de 2018 mudou para sempre a vida da influenciadora Mariana Ferrer. Em sua conta no Instagram, a modelo contou que, em 2019, foi dopada e violentada pelo empresário André de Camargo Aranha no requintado beach club Cafe de La Musique, em Florianópolis, Santa Catarina.

Não é nada fácil ter que vir aqui relatar isso. Minha virgindade foi roubada de mim junto com meus sonhos. Fui dopada e estuprada por um estranho em um beach club dito ‘seguro e bem conceituado’ da cidade”, divulgou Mariana Ferrer em seu Instagram à época, dando detalhes sobre o acontecido em um longo texto. Confira:

Print da postagem de Mariana Ferrer em seu Instagram, que foi derrubado e tirado do ar tempo depois

 

No ano passado, a influenciadora publicou as provas do crime cometido contra ela, como uma calcinha manchada de sangue, vídeos em que aparece se apoiando nas paredes e sem conseguir andar sozinha e prints de conversas em que pedia socorro às amigas que estavam no local.

O perfil de Mariana Ferrer no Instagram, em que ela compartilhava detalhes do caso para cerca de 850 mil seguidores, foi removido pela rede social em agosto deste ano. De acordo com a modelo, o acusado, André Aranha, foi quem solicitou a remoção do conteúdo na Justiça.

A revista Marie Claire fez uma reportagem em 2019 contando sobre o caso, e mostrou os exames feitos por Mariana Ferrer, que comprovaram o estupro. Foi encontrado sêmen do acusado na calcinha da influenciadora, que na época era virgem.

André Aranha é empresário, influente no ramo do futebol e filho do advogado Luiz de Camargo Aranha Neto, que já representou a Rede Globo em processos judiciais. Nesta terça-feira (3), o The Intercept Brasil divulgou o vídeo da audiência de julgamento do agressor, e nele, os advogados de defesa aparecem humilhando a vítima, gerando indignação nas redes sociais

O advogado de defesa de André Aranha, Cláudio Gastão da Rosa Filho, mostra fotos sensuais tiradas por Mariana Ferrer, quando trabalhava como modelo profissional, antes do crime, como forma de reforçar o argumento de que a relação foi consensual.

O advogado também faz acusações contra Mariana Ferrer durante a audiência, alegando que a modelo manipulou os fatos. “Tu vive disso? Esse é teu criadouro, né, Mariana, a verdade é essa, né? É teu ganha pão a desgraça dos outros? Manipular essa história de virgem?”, diz Cláudio Gastão.

O juiz Rudson Marcos, da 3ª Vara Criminal deFlorianópolis, aceitou a argumentação do promotor responsável pelo caso, Thiago Carriço, alegando que não havia provas o suficiente para condenar André Aranha. Sendo assim, o empresário foi absolvido.

Segundo a promotor do caso, o empresário não poderia saber, durante o ato sexual, que Mariana Ferrer não estava em condições de consentir a relação, afirmando que não havia a “intenção” de estuprar a modelo.

Após a divulgação do vídeo com trechos da audiência, acompanhado de uma reportagem, também pelo The Intercept Brasil, em que o termo "estupro culposo" era utilizado para se referir à sentença que absolveu André Aranha, o caso provocou revolta em quem se solidarizou com o caso de Mariana Ferrer.

Nas redes sociais, ao longo de toda a terça-feira, famosas se pronunciaram sobre o caso e pediram justiça para Mari Ferrer. Foi o caso da cantora Anitta: "Estupro culposo? QUE P*RRA É ESSA, BRASIL?", escreveu em sua conta no Twitter. "Mariana Ferrer, eu admiro sua coragem de uma forma que você nem imagina", completou, mandando uma mensagem à influencer:

 

A também influencer Rafa Kalimann, em uma série de publicações, comentou o caso: "Até quando isso? Mais uma mulher humilhada, desprotegida. Mais uma demonstração do quanto estamos vulneráveis diante do que deveria nos proteger, nos passar segurança. Até quando vamos ter medo por ser MULHER?", escreveu a ex-participante do "Big Brother Brasil 20"?

Apresentadora do "Lady Night", Tatá Werneck também se indignou com a impunidade no caso de estupro: "ESTUPRO CULPOSO? Jura? As pessoas vão permitir que uma mulher seja atacada como foi, estuprada e ainda inventem um termo que nem existe para defender o estuprador?", escreveu a apresentadora. Confira essa e outros comentários da ex-"BBB19" e ex-"De Férias Com o Ex Brasil" Hana Khalil, das cantoras IZA Gaby Amarantos e mais famosos:

 

 

 

 

 

 

Leia mais em SportBuzz, parceiro de Exitoína Brasil!

 

Exitoína agora está no Telegram! Você quer ficar por dentro de todas as novidades? Acesse https://t.me/exitoinabrasil e não perca mais nada!