Exitoína
Facebook ExitoínaTwitter ExitoínaYoutube ExitoínaInstagram ExitoínaTelegram Exitoína
News » POLÊMICA

Polícia encerra inquérito contra Felipe Prior e decide não indiciar ex-BBB por estupro

Arquiteto foi acusado de estupro e tentativa de estupro

Redação Publicado em 05/08/2020, às 19h18

Felipe Prior em publicação nas redes sociais
Felipe Prior em publicação nas redes sociais - Instagram

O caso envolvendo o ex-participante do BBB20, Felipe Prior, ganhou um novo capítulo. A polícia encerrou o inquérito contra o arquiteto e decidiu não indiciá-lo por estupro. Ele foi acusado de ter cometido o suposto crime em 2014, 2016 e 2018 e as denúncias se tornaram públicas em abril deste ano.

Segundo informações do G1, a 1ª Delegacia de Defesa da Mulher (DDM) de São Paulo concluiu nesta terça-feira (4) o inquérito que apurou as denúncias de três mulheres contra Prior. O caso tramitou em sigilo.

A decisão das autoridades é celebrada pela família do arquiteto. Seu pai, Edmir Prior, contou ao G1 que a verdade "sempre vai prevalecer". Em nota, a defesa do ex-BBB, feita pela advogada Carolina Pugliese, "destaca que a defesa sempre acreditou que a inocência de Felipe Prior iria se sobrepor a qualquer outra circunstância no curso das investigações".

+Leia mais: Felipe Prior e ex-padrasto de Neymar estão em possível lista de cotados para A Fazenda

Ainda segundo o posicionamento da defesa do ex-BBB, “o trabalho criterioso e responsável da delegada, Maria Valéria Pereira Novaes, e sua equipe, permitiu que o acusado apresentasse as provas necessárias e imprescindíveis durante o inquérito policial. O que nós esperamos agora é que o caso seja encerrado para que a justiça se restabeleça e o Felipe Prior retome o curso normal de sua vida.”

Por outro lado, as advogadas Maíra Machado Frota Pinheiro e Juliana de Almeida Valente, que representam as mulheres que fizeram as denúncias contra Prior, disseram em nota que "repudiam as conclusões da polícia formuladas no relatório final, por entendermos que elas não refletem o conjunto de provas que confirma os relatos das mulheres. Nenhuma das testemunhas de defesa foi capaz de refutar diretamente esses relatos."

Exitoína agora está no Telegram! Você quer ficar por dentro de todas as novidades? Acesse https://t.me/exitoinabrasil e não perca mais nada!