Exitoína
Facebook ExitoínaTwitter ExitoínaYoutube ExitoínaInstagram ExitoínaTelegram Exitoína
News » REVIRAVOLTA

Promotor alemão volta atrás e acredita que Madeleine McCann pode estar viva

Hans Christian Wolters havia declarado ter evidências de que a britânica estaria morta

Redação Publicado em 15/06/2020, às 13h58

Madeleine Mccann em cena do documentário sobre o caso
Madeleine Mccann em cena do documentário sobre o caso - Netflix

A possibilidade da Madeleine Mccann estar viva voltou a ser considerada pelo promotor alemão que lidera as investigações sobre o envolvimento do pedófilo Christan B no desaparecimento da britânica.

De acordo com a imprensa alemã, Hans Christian Wolters justificou para a TV britânica que sua declaração pretérita sobre evidências de a garota estaria morta foi baseada na sua opinião. “Foi apenas uma opinião pessoal e especulação de que ele teria abusado da criança e a matado rapidamente”, explicou.

Os pais de Madeleine exigiram que a polícia alemã liberasse as provas da morte da filha e amigos da família McCann criticaram a investigação por já começarem com a possibilidade de assassinato. Isso fez com que o promotor confirmasse que as evidências não existem. Ele alega que isso “dá uma pequena esperança” na busca para encontrá-la viva depois de 13 anos desaparecida.

“Os McCanns só querem saber o que aconteceu”, disse Clarence Mitchel, porta-voz da família. “Sem saber, eles jamais terão paz e dependem da polícia para estabelecer os fatos dessa nova pista para a investigação”, completou.

“Fico surpreso com o fato de que se dissermos ou se eu disser que Madeleine está morta seja tão importante para o povo britânico. Na Alemanha, é normal que investiguemos como assassinato em casos semelhantes, então não tem tanta importância. É mais normal”, explicou o promotor.

“Era a minha opinião pessoal e especulação, sem fatos. Eu disse “eu acredito que” porque em casos em que crianças são sequestradas, elas são abusadas e depois mortas”, completou.

O suspeito de 43 anos esteve na área da Praia da Luz, em Portugal, em maio de 2007, quando Madeleine desapareceu do local, aos 3 anos de idade, durante uma viagem com a família. Ele se encontra preso na Alemanha pelo sequestro e a morte de uma criança, o que leva a suposições de que teria feito o mesmo com a britânica.

+ Leia Mais: Suspeito no caso Madeleine McCann é acusado por família de espancar e abusar ex-namorada

“Eles [os McCcann] precisam saber o que está acontecendo. É uma questão legal e de humanidade. Claro que eles querem saber, isso é uma crueldade”, disse o advogado português da família McCann, Rogério Alves.

 

Exitoína agora está no Telegram! Você quer ficar por dentro de todas as novidades? Acesse https://t.me/exitoinabrasil e não perca mais nada!