Exitoína
Facebook ExitoínaTwitter ExitoínaYoutube ExitoínaInstagram ExitoínaTelegram Exitoína
TV e Séries » TENSO

Criador revela como lidou com cena de abuso sexual em "Bridgerton", nova série da Netflix

Produção é baseada nos livros de Julia Quinn e estreou no último dia 25 na plataforma de streaming

Redação Publicado em 28/12/2020, às 11h54

Daphne Bridgerton e Simon Basset formam um casal em "Bridgerton", nova série da Netflix
Daphne Bridgerton e Simon Basset formam um casal em "Bridgerton", nova série da Netflix - Reprodução/Netflix

Baseada nos livros de Julia Quinn, "Bridgerton" chegou à Netflix no último dia 25 e já conquistou o coração dos espectadores da plataforma de streaming. Porém, por trás da produção, uma passagem dos livros quase maculou a série: uma polêmica cena de abuso sexual precisou ser "consertada" pelo criador da adaptação, Chris Van Dusen, para que não gerasse interpretações polêmicas.



Se você ainda não assistiu a todos os episódios de "Bridgerton" e não quer saber nada sobre a trama, é melhor parar de ler a partir deste ponto. 

No sexto episódio da série, Daphne Bridgerton (Phoebe Dynevor) aproveita a sua lua de mel com Simon Basset (Regé-Jean Page), com quem acabou se casando mesmo com a impossibilidade do duque de ter filhos. Porém, ao procurar saber mais sobre como os bebês são gerados, acaba descobrindo que foi enganada e, durante o sexo, fica por cima e obriga o marido a ejacular dentro dela durante a penetração, para que o filho seja concebido. 

+ Leia mais: Estrela de "Bridgerton" revela como reagiu à notícia de que interpretaria Lady Whistledown na série

No entanto, no primeiro livro da saga histórica, "O Duque e Eu", no qual os episódios são baseados, a cena acontece diferente: Daphne descobre que foi enganada pelo marido, que apenas não queria ter filhos apesar de ser perfeitamente capaz de concebê-los, aproveita-se de um momento em que ele está bêbado e força uma relação sexual com o duque. Lançado em 2000, o livro gerou polêmica após alguns leitores considerarem a cena como um caso de abuso sexual/estupro.

"Tivemos muitas conversas sobre esse incidente específico no livro. Eu sempre disse que, se essa primeira temporada da série tivesse um subtítulo, seria 'A Educação de Daphne Bridgerton'", declarou Chris Van Dusen ao Entertainment Weekly, acrescentando que nunca pensou em excluir o momento da história totalmente, apesar da polêmica e as reações controversas que ele poderia gerar, já que faz parte da jornada de Daphne.

+ Leia mais: "Bridgerton" é uma cópia de "Gossip Girl"? Conheça os livros que inspiraram a série de sucesso da Netflix

"Nós discutimos muito sobre como abordar [esse momento] e como lidar com ele. Esse incidente realmente está de acordo com o geral - o tema abrangente de que ela começa como uma debutante inocente, de olhos arregalados e perfeitos, e nós a vemos crescer e se tornar essa mulher que consegue se livrar de todas as restrições que a sociedade a impôs, e finalmente descobre quem ela realmente é e do que é capaz." 

 


 

Exitoína agora está no Telegram! Você quer ficar por dentro de todas as novidades? Acesse https://t.me/exitoinabrasil e não perca mais nada!