TV e Séries | Sucesso

Não entendeu 'Dark'? Confira explicações e teorias sobre a série da Netflix

Veja explicações da primeira temporada de 'Dark' antes de se aventurar pela segunda

quinta 20 junho, 2019
Cena da segunda temporada da série 'Dark'
Cena da segunda temporada da série 'Dark' Foto:Reprodução/Netflix

A segunda temporada de Dark, série alemã original da Netflix, estreou em junho no streaming e conquistou arrebatadoramente a crítica. Quem começou a ver a série por agora, pode ter ficado de cabelos de pé com a primeira temporada, lançada em 2017. 

A trama, que se passa na cidade fictícia de Winden, na Alemanha, vai e volta no tempo, na qual os acontecimentos oscilam entre 1953, 1986 e 2019.

Mas esses flashbacks e flashforwards não são mero acaso da produção. As personagens se transportam de um tempo a outro através de um buraco de minhoca, num ciclo de 33 anos. Ainda complicado? Confira abaixo algumas explicações sobre o tempo na série para você se preprarar para 2ª temporada:

O que é um buraco de minhoca? 

A noção de um buraco de minhoca é bem explorada na série, sendo que os desaparecimentos das pessoas e toda a narrativa se concentram a partir do que ocorre dentro do buraco. Resumidamente, um buraco de minhoca é uma espécie de túnel, com duas "bocas", que une pontos distantes no espaço, até mesmo dois universos.

Teoricamente, o túnel poderia ser atravessado de um ponto a outro no espaço sem percorrer a distância entre eles. 

+ 'Dark' é a série mais vista no Brasil na semana seguinte à estreia da segunda temporada

Sobre o tempo

Na série, passado, presente e futuro estão interligados. O tempo é cíclico, com um arco de 33 anos. Portanto, os acontecimentos não ocorrem em várias linhas temporais, mas apenas em uma. Isso acontece porque, segundo explicação do próprio Dr. H.G. Tannhaus, personagem que estuda o tempo e faz relógios na série, o ciclo lunar e o ciclo solar se sincronizam a cada 33 anos e esse número se repete de formas diferentes na natureza. 

Jonas, o protagonista, tenta entender como é possível o tempo ser cíclico. O Dr. Tannhaus responde que, enquanto o buraco de minhoca existir, o tempo estará fechado e tudo dentro dele estará relacionado. Logo, o futuro também influencia o passado. Chocante, né? 

Na série, o Dr. Tannhaus escreve um livro em algum momento do espaço-tempo chamado Viagem Através do Tempo, na qual ele descreve tais fenônmenos e lança luz aos acontecimentos de Winden.

Surge um fato curioso aqui: o personagem é largamente inspirado em uma pessoa real com obras sobre o estudo do tempo e hipotéticas viagens através dele. Seu nome é H.G. Wells, britânico que estudou esses tópicos e é autor de A Máquina do Tempo (1895) e A Guerra dos Mundos (1897).

++Netflix confirma terceira temporada de 'Dark' com novo trailer

Fendas temporais

Em 1960, a usina nuclear da cidade é construída e em 1986 uma explosão nuclear de graves proporções ocorre. Com isso, de alguma forma, o buraco de minhoca na caverna de Winden foi aberto, possibilitando a volta ou a ida no tempo em 33 anos, arco em que todos os acontecimentos estão ligados. 

Lembrando que um acidente real em Chernobyl aconteceu em 1986, logo, a escolha da data pelos produtores e roteiristas não foi uma mera coincidência. 

Morte de crianças

Durante a primeira temporada, várias crianças desaparecem e outras aparecem mortas em algum espaço-tempo. A série parte desse ponto: a chefe de polícia da cidade, Charlotte Doppler, investiga o desaparecimento de crianças em 2019 e o aparecimento de crianças mortas que aparentam ser de outras épocas.

Logo, as teorias dizem que as crianças morrem durante a viagem no tempo. O que se confirma ao longo dos episódios é que estão testando crianças numa máquina do tempo, mas tais testes não têm dado certo, pois elas não chegam vivas ao destino.

Assim como as centenas de pombas encontradas mortas em certos dias pela cidade, as crianças mortas são encontradas com o aparelho auditivo totalmente danificado. Outro fato curioso: somente meninos são testados nas viagens no tempo e acabam morrendo no processo. 

Bunker

O testes com as crianças são feitos num bunker, uma estrutura construída debaixo da terra. O mesmo bunker aparece em 1953, em 1986 e em 2019.

O bunker é situado exatamente em cima das cavernas onde fica o buraco de minhoca, que permite viagens no tempo. Quando o buraco é aberto, a energia flui pelo bunker. 

Tudo indica que os testes com as crianças pelo espaço-tempo são feitas na versão do bunker de 1986 e os corpos são jogados em outro tempo para que não sejam encontrados. Noah, o viajante do tempo e pastor, é o realizador dos testes e faz isso para que não seja incriminado. Ele é um personagem misterioso, na qual não sabemos de que lugar e de que tempo acabou vindo. Seria ele o próprio anticristo citado na série? 

Segunda temporada

A primeira temporada termina com Jonas no futuro, provavelmente em 2052, 33 anos a mais que 2019. Podemos ver pelas imagens a usina nuclear desmoronada, com um clima de guerra e de um futuro apocalíptico instaurado no ar.

++ Segunda temporada de 'Dark' tem 100% de aprovação entre os críticos no Rotten Tomatoes

Gostou da primeira temporada de Dark? A segunda já está disponível, com oito novos episódios, na Netflix.

Saulo Tafarelo
Leia Mais:

Assine e Ganhe

FAMOSOS

  1. 1 A informação de que os protagonistas de 'Nasce Uma Estrela' estariam sob o mesmo teto é falsa Lady Gaga e Bradley Cooper não estão morando juntos, diz site
  2. 2 Ricky Martin pede renúncia do governador de Porto Rico, após vazamento de mensagens homofóbicas
  3. 3 Beyoncé e Jay-Z se encontram com Príncipe Harry e Meghan Markle
  4. 4 Ludmilla comemora sua vitória no Show dos Famosos
  5. 5 O boato da vez é que Lady Gaga está morando com Bradley Cooper