Exitoína
Facebook ExitoínaTwitter ExitoínaYoutube ExitoínaInstagram ExitoínaTelegram Exitoína
TV e Séries » INUSITADO

De esculturas de vidro a receitas com maconha: conheça as séries de competição mais bizarras da Netflix

Programas da Netflix têm de batalhas de selfie a pessoas sem dormir por 24 horas em busca de um prêmio

Saulo Tafarelo Publicado em 08/01/2020, às 14h00

Cena do reality show 'Vidrados'
Cena do reality show 'Vidrados' - Divulgação/Netflix

O catálogo da Netflix possui uma inúmera quantidade de séries para todos os tipos de gosto. Desde franquias mais famosas até reality shows inusitados, o serviço de streaming tem um conteúdo bem variado.

E por falar em reality shows fora da curva, a plataforma reserva alguns programas engraçados e totalmente diferente do que estamos acostumados. 

Competição para ver quem assopra melhor o vidro, pessoas que deixam de dormir por 24 horas para ganhar um prêmio, batalha da selfie mais sexy do casal e um reality culinário com maconha como ingrediente principal são alguns dos programas diferentões que a Netflix reserva. 

Muito além das competições como RuPaul's Drag Race ou Chef's Table, que seguem uma fórmula mais tradicional, esses programas fogem totaltemente do óbvio e chegam a causar até polêmicas, como Piscou, Dançou, acusada de torturta, e de Cozinhando em 4:20, que utiliza maconha em seus pratos

++ Depois de 'Game of Thrones' e 'Stranger Things', quais as próximas grandes estreias de séries em 2019?

Confira abaixo 8 reality shows de competição fora da curva da Netflix:

Vidrados (2019)


A arte milenar de soprar vidro foi transformada em uma competição acirrada pela plataforma de streaming. Original da Netflix, dez mestres artesãos competem entre si para ver quem faz a melhor escultura em vidro. Pode-se dizer que série é uma arte em si, já que muitas peças são de cair o queixo. Os competidores passam por todos os processos de se fazer a escultura de vidro com um tempo limitado, passando pelo projeto de design, depois colocando a mão na massa, moldando o vidro e colocando-os nas grandes fornalhas, até a apresentação final aos jurados. Ao final da competição, o vencedor leva para casa U$S 60 mil e uma bolsa de estudos numa das mais importantes escolas de vidro do mundo. Apenas uma temporada foi lançada pela Netflix até o momento. 

Peles em Guerra (2014)


O reality foca na competição entre artistas de pintura corporal. Muita pele e corpos são postos à prova para ver quem se sai melhor nessa disputa, tentando levar para casa U$S100 mil. Algumas pinturas são tão realistas que deixam o espectador em dúvida se a produção está ou não mentindo. Além desses atributos, uma figura já conhecida dos realities de transformação complementa o time de jurados: RuPaul Charles, de RuPaul’s Drag Race, chega para julgar a melhor e autêntica roupa de todas, ou seja, as melhores pinturas na pele de modelos. Além de dele, Robin Slonina e Craig Tracy também são jurados do programa, com apresentação de Rebecca Romjin. Peles em Guerra tem três temporadas disponíveis na Netflix, além de uma temporada do spin-off Peles em Guerra: Tinta Fresca. 

Não Durma no Ponto (2019) 


Apresentado por James Davis, a competição deixa as pessoas um pouco intrigadas: competidores devem ficar 24 horas sem dormir e, após esse período, devem completar desafios físicos e mentais, muitos deles um pouco bizarros, para poderem ganhar a bagatela de nada mais nada menos que 1 milhão de dólares. Assim, a série induz os competidores ao erro e aumenta a diversão do espectador, nos fazendo um alerta: devemos descansar bem antes de encararmos a vida cotidiana ou desafios maiores (se quiser tirar isso de letra!). O reality tem apenas uma temporada até agora, contando com oito episódios ao todo. 

Mandou Bem (2018) 


Sabe aqueles bolos lindos e deliciosos ao estilo do reality Bake Off, transmitido no Brasil pelo SBT? Então, Mandou Bem é exatamente o contrário. Bolos, cupcakes e outros doces muito feios você encontra aqui. A graça do reality é centrada na competição entre três indivíduos amadores que não tiveram tanto contato com a cozinha e tentam reproduzir um bolo ou doce de um chefe renomado. Os resultados são impressionantes (para pior), trazendo à tona a expressão ‘'expectativa versus realidade’’. Ao final, o competidor que tentar reproduzir da melhor maneira leva 10 mil dólares para casa. O reality é apresentado por Nicole Byer, atriz, apresentadora e comediante, que deixa a competição mais divertida e acaba ‘’julgando’’ os competidores junto do espectador. Além dela, Jacques Torres complementa o time sendo o confeiteiro do reality. Além da série regular, com três temporadas, o programa ganhou uma edição especial de Natal e Ano Novo e também uma edição mexicana. A série já foi indicada ao Emmy de Melhor Série de Competição.

Amor e Selfies (2017) 


Sim, o ápice do narcisismo ganhou um reality show de competição. Amor e Selfies é simples e ao mesmo tempo complexa: casais competem entre si para ver quem tira a melhor selfie. É parceiro contra parceiro, numa batalha para ver quem fica mais sexy na foto. Quem perder o desafio ganha um novo look, tentando “melhorar” aquilo que não se viu na imagem. A competição é original do Reino Unido e tem apenas uma temporada lançada. 

Piscou, dançou (2019)


Outro reality show bizarro da Netflix, sendo alvos até de críticas e polêmicas quando lançado. Na série, competidores e até jurados são desafiados em provas inusitadas, sendo que a descrição da Netflix diz que “qualquer vacilo pode ser doloroso’’. A premissa é simples: os competidores são expostos a certas situações e não devem se mover. Porém, as provas são feitas para que levem o indivíduo a forçar respostas automáticas do corpo, como um susto ou um movimento mais brusco. Se o participante não controlar seus impulsos, ele é logo punido, podendo levar choques elétricos e imersão na água. Pesado, né? O programa foi gravado em celeiros da Irlanda do Norte, com direito a animais fazendo parte da “tortura’’, e tem uma temporada até agora pela Netflix. É apresentado por três comediantes: Desiree Burch, Lloyd Griffith, Seann Walsh

Instant hotel (2017) 


O reality não é nada comparado aos programas de hotéis luxuosos ao redor do mundo. Se trata, na verdade, de uma competição entre donos de casas ao estilo Airbnb, que se hospedam por uma noite no imóvel do outro e dão notas da experiência baseadas em quatro quesitos: casa, localização e atrações próximas, custo benefício e noite de sono. Os competidores arquitetam estratégias bem pensadas e, como toda boa competição, prepare-se para alguns atritos entre os participantes. O programa, originalmente da Austrália, possui duas temporadas na plataforma de streaming. 

++ 10 séries europeias sobre crime na Netflix para quem já terminou 'La Casa de Papel'

Cozinhando em 4:20 (2018)


Outro programa culinário invade a tela da Netflix, mas dessa vez com um diferencial peculiar: a maconha é um dos principais ingredientes usados nas receitas desta competição. Cerca de 24 renomados chefes fazem pratos elaborados utilizando o ingrediente especial para dar uma pitada de diferença em suas criações. Dois chefes por episódio competem entre si para realizarem o melhor e mais apetitoso prato. Com classificação para maiores de 16 anos, o reality americano tem até agora uma temporada lançada pela Netflix. Vale ressaltar que nos Estados Unidos cerca de trinta estados legalizaram a maconha para uso medicinal, e, de todos esses, dez também a legalizaram para fins recreativos.

Exitoína agora está no Telegram! Você quer ficar por dentro de todas as novidades? Acesse https://t.me/exitoinabrasil e não perca mais nada!