Exitoína
Facebook ExitoínaTwitter ExitoínaYoutube ExitoínaInstagram ExitoínaTelegram Exitoína
TV e Séries » Já vimos

Elite retorna para segunda temporada com novos personagens e estratégia óbvia, mas que funciona

Série adolescente espanhola da Netflix chega à sua segunda temporada esta sexta-feira (6)

Pedro Rocha Publicado em 05/09/2019, às 16h57

Cena da segunda temporada da série Elite
Cena da segunda temporada da série Elite - Divulgação/Netflix

O que fazer numa série cujo crime que move a trama é solucionado ainda na primeira temporada? Bem, o mais óbvio é inventar um outro crime para sustentar o formato da série - e é exatamente o que faz a espanhola Elite, da Netflix, em sua segunda temporada, que estreia nesta sexta-feira (6).

A Exitoína Brasil teve acesso antecipado (não se preocupe, não vamos dar spoilers!) aos dois primeiros episódios da série adolescente, que estreou no ano passado fazendo um grande sucesso em todo o mundo. Segundo a Netflix, em seu primeiro mês no ar, Elite foi vista por mais de 20 milhões de pessoas ao redor do globo.

Assim como na primeira temporada, a nova leva de episódios também se divide em duas linhas temporais - uma meses antes do crime da vez e outra já com a investigação da polícia. Se na temporada de estreia o mistério era descobrir quem matou Marina, o novo suspense gira em torno do desaparecimento de um dos estudantes do colégio de elite Las Encinas.

++ Além de Elite: Confira 10 séries adolescentes de fora dos EUA disponíveis na Netflix

Quem desaparece é revelado já no primeiro episódio da segunda temporada, mas não vamos dar spoiler. Aos poucos, vários personagens vão se tornando suspeitos de ter alguma ligação com o desaparecimento. 

O formato narrativo da temporada inicial pode ter sido um dos atrativos para a série - o que explica a decisão dos criadores, Darío Madrona e Carlos Montero, de trazê-la de volta. Mas esta não é a única fórmula repetida nos novos episódios de Elite.

O primeiro ano da trama gerou polêmica por tratar de temas delicados, como o poliamor, corrupção, homossexualidade e preconceito de classe, além de apresentar cenas quase explícitas de sexo, nudez e violência. O novo não só traz de volta os mesmos elementos, como acrescenta novos: surge até um caso de incesto (não vamos dizer com quem).

++ Elite é renovada para a terceira temporada

No geral, a série parece unir o melhor - ou pelo menos o mais eficaz - de três mundos. Por um lado, traz dramalhões intensos, dignos de novela mexicana. Por outro, aposta em clichês adolescentes e atores jovens e bonitos curtindo uma vida de festas, namoros e tretas com colegas de escola. Novos casais são formados, héteros e gays, e não faltam cenas de pegação entre amigos.  

Cena da segunda temporada de Elite
Cena da segunda temporada de Elite

 

Novos personagens ajudam com isso. Rebeca (Claudia Salas), por exemplo, surge já como aliada de Samuel (Itzan Escamilla) e desafeto de Lu (Danna Paola) e Guzmán (Miguel Bernardeau). Já Valerio (Jorge López) é um playboy problemático e festeiro que vai se impor entre algumas amizades e alguns casais. 

++ Elite, The Good Place, Vis a Vis: O que estreia na Netflix em setembro

Para completar, a série ainda traz elementos que são a cara das narrativas da Netflix, com uma história que reúne vários tipos de crimes numa só trama. O tema da corrupção retorna e se junta ao caso do desaparecimento, abuso de poder e um esquema ilegal que ainda não podemos falar.

Para quem gosta dos três mundos, a segunda temporada de Elite está imperdível.

Exitoína agora está no Telegram! Você quer ficar por dentro de todas as novidades? Acesse https://t.me/exitoinabrasil e não perca mais nada!