Exitoína
Facebook ExitoínaTwitter ExitoínaYoutube ExitoínaInstagram ExitoínaTelegram Exitoína

Saiba o que levou o Disney+ a cancelar o revival de "Lizzie McGuire"

Anúncio foi feito por Hilary Duff, intérprete da personagem, na noite de quarta-feira (16)

Redação Publicado em 17/12/2020, às 11h56 - Atualizado às 12h00

Hilary Duff volta a encarnar Lizzie McGuire em série cancelada pelo Disney+
Hilary Duff volta a encarnar Lizzie McGuire em série cancelada pelo Disney+ - Reprodução/Disney+

Não rolou. Os fãs de "Lizzie McGuire", que estavam ansiosos para ver a personagem enfrentando as dificuldades da vida adulta no revival da série no Disney+, vão ter que se contentar com a lembrança das temporadas passadas e esquecer a nova produção. Na noite de quarta-feira (16), Hilary Duff, intérprete da personagem titular da série, anunciou o cancelamento do projeto.



"Eu sou tão honrada de ter tido uma personagem como Lizzie na minha vida. Ela teve um impacto permanente em tantas pessoas, incluindo eu. Ver a lealdade e o amor por ela, até hoje, significamente muito para mim. Eu sei que os esforços e conversas têm sido tudo para fazer o reboot funcionar mas, infelizmente e apesar dos melhores esforços de todos, ele não acontecerá", escreveu a atriz em seu Instagram.

"Eu quero que qualquer reboot de 'Lizzie' seja honesto e autêntico com como Lizzie seria hoje. É o que a personagem merece. Nós podemos tirar um momento para lamentar a mulher incrível que ela seria e as aventuras que nós teríamos com ela. Eu estou muito triste, mas eu prometo que todos tentarem o melhor e as estrelas apenas não se alinharam. Ei, e agora é só do que 2020 é feito", ainda disse Duff, relembrando uma clássica frase da série. Confira a publicação original:

 
 
 
 
 
Ver essa foto no Instagram
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 

Uma publicação compartilhada por Hilary Duff (@hilaryduff)

 

+ Leia mais: Marco Pigossi está no centro de um mistério em "Cidade Invisível", nova série brasileira da Netflix

revival de "Lizzie McGuire" foi anunciado pelo Disney+ em agosto de 2019 como uma das principais atrações da plataforma de streaming, que ainda seria lançada, em novembro daquele ano. Em janeiro deste ano, Hilary Duff até chegou a aparecer rapidamente como a personagem em uma prévia dos lançamentos de 2020 no serviço. Assista:

+ Leia mais: Fãs repercutem a estreia de "Anitta: Made In Honório", nova série da cantora na Netflix

Porém, não muito tempo, as coisas começaram a dar errado na produção do revival. O primeiro indício de que algo não ia bem foi a saída de Terri Minsky, criadora do programa original, como a produtora-executiva da nova série. Ela já havia trabalhado em dois episódios do revival e, segundo nota oficial da Disney, "nós precisávamos seguir em uma direção criativa diferente e estamos colocando novas lentes na série". A produção foi paralisada, aumentando o clima de angústia dos fãs.

Aos poucos, a situação foi ficando mais clara, com Hilary Duff se pronunciando, mesmo que não abertamente, sobre problemas nos bastidores de "Lizzie". Em fevereiro deste ano, o Disney+ anunciou que não produziria mais a série "Com Amor, Victor", inspirada no longa LGBTQIA+ "Com Amor, Simon", e a produção agora seria do Hulu, serviço de streaming ainda não disponível no Brasil. Em suas redes sociais, Duff compartilhou a notícia e escreveu: "Parece familiar".

+ Leia mais: Anitta chora e revela ter sido abusada sexualmente na adolescência em nova série da Netflix

Logo, os fãs começaram a pensar que os problemas de "Lizzie" estavam em uma possível censura sobre o que seria abordado na série. A sinopse divulgada previamente dizia que o programa abordaria a personagem em seus trinta anos, com um emprego dos sonhos, um namorado incrível e um apartamento fabuloso em Nova York, mas precisando enfrentar os problemas da vida adulta com a ajuda dos antigos amigos. Adam Lamberg (Gordo), Hallie Todd (Jo), Robert Carradine (Sam) e Jake Thomas (Matt), por exemplo, já estavam contratados para retornar à série.

Mais tarde, Duff acabou confirmando que havia realmente diferenças sobre o conteúdo a ser apresentado na série. Segundo a atriz, a plataforma queria fazer algo mais aproximado do que o show original era, mas Duff queria contar a realidade de uma pessoa de 30 anos. A atriz até pediu, publicamente, para que a produção fosse movida para o Hulu, assim como "Com Amor, Victor":

+ Leia mais: Anitta entrega bastidores de "Made In Honório", nova série da Netflix: "Vou ser cancelada"

"Estava muito empolgada para lançar 'Lizzie' no Disney+ e a minha paixão continua! No entanto, eu sinto uma grande responsabilidade em honrar a relação dos fãs com Lizzie que, como eu, cresceram assistindo a si mesmos nela", escreveu em seu Instagram. "Eu estaria fazendo um desserviço a todos limitando a realidade da jornada de uma pessoa em seus 30 anos para viver sob o teto de uma classificação etária livre"

"É importante para mim que tanto as experiências dela como uma pré-adolescente/adolescente navegando pela vida fossem autênticas [quanto] os próximos capítulos dela também sejam igualmente reais e relacionáveis", ainda disse. "Seria um sonho se a Disney nos deixasse mover a série para o Hulu, se eles tivessem interessados, e eu pudesse trazer essa personagem de volta à vida". Como já sabemos, a mudança não ocorreu e a série foi oficialmente cancelada.

 
 
 
 
 
Ver essa foto no Instagram
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 

Uma publicação compartilhada por Hilary Duff (@hilaryduff)

 

+ Leia mais: Disney impede o retorno de Johnny Depp a "Piratas do Caribe", diz site

"Lizzie McGuire" foi exibida entre 2001 e 2004 no Disney Channel e teve duas temporadas, totalizando 65 episódios. Além da série, a personagem também foi levada ao cinema, em 2003, em "Lizzie McGuire: Um Sonho Popstar". Apenas o filme está disponível no Disney+ Brasil. 


 

Exitoína agora está no Telegram! Você quer ficar por dentro de todas as novidades? Acesse https://t.me/exitoinabrasil e não perca mais nada!