Exitoína
Facebook ExitoínaTwitter ExitoínaYoutube ExitoínaInstagram ExitoínaTelegram Exitoína
Viral » POLÊMICA

Ativista Caio Revela sofre ataque gordofóbico ao ser vítima de fake news sobre própria morte: "Crueldade"

O influencer lamentou o fato de ter que lidar com tantos discursos de ódio

Redação Publicado em 05/08/2020, às 16h12

Cario Revela em foto publicada em seu perfil
Cario Revela em foto publicada em seu perfil - Instagram

O influencer Caio Revela acordou nesta quarta-feira (05) sem ter sido avisado da própria morte. Isso porque o ativista foi vítima de um grande ataque gordofóbico com notícias falsas que divulgaram que ele teria morrido .

Caio faz parte da luta contra a gordofobia e defende o movimento Corpo Livre justamente para que as pessoas se aceitem como são. Mas acabou sofrendo com o discurso de ódio dos outros, que divulgaram sua morte por conta da "obesidade" no Facebook e a "notícia" se alastrou no Twitter e Instagram.

"Eu fiquei muito mal de ver pessoas comemorando minha morte. E gordofobia não é piada", relatou ao UOL. "Eu tô bastante triste, cansado e incrédulo com o ser humano. A gente está em uma pandemia, só no nosso país já foram mais de 96 mil mortes [causadas por coronavírus], e a pessoa inventa uma fake news dizendo que eu tinha morrido. E é uma fake news gordofóbica, né, porque a causa da minha 'morte' foi obesidade", completou.

Ele ainda revelou o quanto foi triste se deparar com a mãe e pessoas próximas mandando mensagens para saber de seu estado ao lerem sobre sua suposta morte. "Eu estou muito triste. Acordei com a minha mãe mandando mensagem, com meus familiares me mandando mensagem, amigos, pessoas queridas, seguidores preocupados comigo", disse.

"Até eles entenderem que foi um ataque de ódio...Eu acordei recebendo muitas mensagens de pessoas preocupadas comigo. Por que o corpo gordo incomoda tanto? Por que sentem tanto ódio de pessoas gordas? Por que a minha existência incomoda tanto?", questionou.

Caio ainda fez uma crítica ao Facebook, de onde teria originado a notícia falsa, por permitir a existência de grupos que propagam o ódio. "Eu nunca falei sobre ódio, sempre falei sobre amor próprio e sobre ter mais empatia com você mesmo", desabafou.

"Fui vítima mais uma vez de um ataque de ódio em um grupo do Facebook. Acabei de acordar e levar essa enxurrada em cima da minha cabeça. Está tudo bem. É só ódio ao corpo gordo, é só crueldade. Gordofobia com requintes de crueldade. Até quando o Facebook vai permitir grupos de ódio, esgotos de ódio? É um sentimento de impotência muito grande", afirmou.

+ Leia Mais: Léo Lins insiste na prática da gordofobia e mostra que lucra com insultos: "Não é piada. É negócio"

Em publicação nas redes sociais, Caio demonstrou sua indignação com a situação constrangedora que foi obrigado a lidar. "Oi, gente! Acordei com a notícia de que tinha morrido. Tô aqui explicando pra minha mãe, familiares e amigos que tá tudo bem. É mais um ataque de ódio que sofro em um grupo do Facebook", escreveu. "Cruel. Gordofobia com requinte de crueldade. A todas as pessoas que gostam de mim e do meu trabalho que faço aqui mto obrigado por todo carinho e por todas as mensagens de afeto", completou. Confira:

 

Exitoína agora está no Telegram! Você quer ficar por dentro de todas as novidades? Acesse https://t.me/exitoinabrasil e não perca mais nada!