Exitoína
Facebook ExitoínaTwitter ExitoínaYoutube ExitoínaInstagram ExitoínaTelegram Exitoína
Viral » PENALIZADO

Juiz pergunta se vítima de estupro "sabe fechar as pernas" e perde a licença nos EUA

John F. Russo Jr. atuava no condado de Ocean, no estado de Nova Jersey

Redação Publicado em 28/05/2020, às 18h43 - Atualizado às 19h43

Juíz perde licença após perguntar se vítima de estupro "fechou as pernas"
Juíz perde licença após perguntar se vítima de estupro "fechou as pernas" - Pixabay

Um juiz perdeu a licença de atuação após ser julgado por três violações dos códigos de conduta judicial. De acordo com a RedeTv!, ele atuava no condado de Ocean, no estado de Nova Jersey, nos EUA, e, em um dos casos, John F. Russo Jr. perguntou a uma vítima de estupro se ela havia fechado as pernas para tentar impedir a agressão. A decisão da Suprema Corte de Nova Jersey foi unânime e foi divulgada na terça-feira (26), escrito pelo juiz Stuart Rabner.

"Nenhuma testemunha, suposta vítima ou litigante deve ser tratada dessa maneira em um tribunal. As perguntas também envergonharam a suposta vítima ao sugerir intoleravelmente que ela era a culpada", diz o texto.

O caso em questão aconteceu em maio de 2016. Na época, Russo recebeu o pedido para estender uma ordem de restrição de uma mulher contra um homem que era acusado de ter abusado sexualmente dela, além de também ter ameaçado e feito comentários inapropriados para o filho. "Você sabe como impedir alguém de ter relações sexuais com você? Bloquear suas partes do corpo? Feche suas pernas? Chame a polícia? Você fez alguma dessas coisas?", questionou o juiz durante o caso.

Segundo o jornal The New York Times, Russo Jr disse que "estava realmente lutando para descobrir se aquele era um caso em que realmente havia algo acontecendo" na audiências disciplinares sobre o caso. 

O Comitê Consultivo de Conduta Judicial do estado decidiu em abril de 2019 que o juiz o deveria ser suspenso sem pagamento por três meses.

+ Leia Mais: Homem pede para ser castrado em vez de preso após abusar sexualmente de alunas

Ele também teria reduzido a dívida de pensão alimentícia de um conhecido dele de US$ 10 mil para US$ 300 e ameaçado uma mulher durante uma disputa judicial entre um casal.

 

Exitoína agora está no Telegram! Você quer ficar por dentro de todas as novidades? Acesse https://t.me/exitoinabrasil e não perca mais nada!