Exitoína
Facebook ExitoínaTwitter ExitoínaYoutube ExitoínaInstagram ExitoínaTelegram Exitoína
Games » REVOLUÇÃO

Mulheres vêm recebendo cada vez mais representatividade na comunidade gamer, veja dados

Redação Publicado em 14/10/2020, às 17h04

Mulheres vêm recebendo cada vez mais representatividade na comunidade gamer, veja dados
Mulheres vêm recebendo cada vez mais representatividade na comunidade gamer, veja dados - Divulgação

O universo dos games vem se consolidando como um dos mercados mais rentáveis do planeta. Com um cenário cada vez mais profissional e a entrada de novas empresas, o segmento gamer é uma grande tendência de mercado, com uma enorme capacidade de gerar investimentos.

Não é de hoje que as mulheres buscam por igualdade no mercado de trabalho, seja em trabalhos relacionados aos games ou não. As manifestações de décadas atrás conseguiram, de modo gradativo, contribuir para a mudança o cenário gamer, que é considerado um dos mais hostis às mulheres, graças ao comportamento agressivo adotado por parte da comunidade, que se vale em partes do anonimato da internet para promover discursos preconceituosos e agir de formas consideradas às vezes como indecentes.

Anualmente, a Pesquisa Games Brasil (PGB) realiza inúmeras pesquisas voltadas ao universo dos games para saber o crescimento do segmento no país. Portanto, os últimos dados apresentados, foram recolhidos em 2019 e constam que dos 3.251 entrevistados – 53% representam o gênero feminino. A presença feminina nos jogos tem ganhado força constantemente, pois esse é o quarto ano consecutivo que a PGB detecta um crescimento significativo das mulheres nesse mercado, principalmente nas competições de eSports.

Os eSports, são esportes eletrônicos: o termo vem do Inglês e é uma abreviação de “Eletronic Sports”. Essa modalidade é relativamente atual, quando comparada aos demais esportes tradicionais, mas não deixa nada a dever em termos de competitividade e audiência. Por exemplo, temos websites de streaming como a Twitch ou o aplicativo Facebook Gaming que tem como maior potencial jogos relacionados ao gênero. Os websites de apostas/cassino online também vêm incorporando ao seu leque de opções, a modalidade dos esportes eletrônicos, atraindo uma grande quantidade de público para apostar em possíveis ganhadores de diversas competições relacionadas a diversos jogos.

De acordo com o estudo “eSports in Brazil”, da Newzoo, consultoria global especializada no cenário gamer, mulheres representam 38% da audiência das transmissões de jogos eletrônicos competitivos no país. Um crescimento bastante notável se comparado ao cenário 5 anos atrás e que reflete diretamente também em influenciadoras e jogadoras profissionais representantes.

A predominância masculina nos cenários competitivos, entretanto, ainda é relativamente maior. Seja em torneios amadores ou profissionais, a quantidade de homens é muito mais notável. O próprio senso comum costuma associar videogames a um perfil de público jovem e masculino, mesmo que as pesquisas digam o contrário. Entretanto, a representatividade feminina aumenta cada vez mais, tanto em times quanto em número de influenciadoras populares, o que faz com que as empresas busquem alternativas de inclusão, que contemplem mais ambos os lados.

Seja como desenvolvedora de jogos ou atuando em eSports, o mercado tem contemplado mais as mulheres nos últimos anos e isso já é nítido. Grandes desenvolvedoras de jogos, como a Riot Games, responsável pelo game mais popular do mundo, o “League of Legends”, realiza frequentemente ações que visam promover a representatividade feminina e de minorias em geral na comunidade gamer. Um dos exemplos recentes é o grupo Fallen, que possui o pro player de CS:GO Gabriel “Fallen” Toledo como seu representante, que recentemente passou a investir no cenário feminino, promovendo a criação de um time totalmente formado por mulheres.

Porém, seja pela Riot Games ou por outras empresas de jogos que estão de olho nessa nova tendência mais diversificada do mercado, este cenário ainda carece de conteúdo para alguns. Mas, é esperado que estas sementes se tornem um verdadeiro sistema autossustentável em breve.


 

Exitoína agora está no Telegram! Você quer ficar por dentro de todas as novidades? Acesse https://t.me/exitoinabrasil e não perca mais nada!