Exitoína
Facebook ExitoínaTwitter ExitoínaYoutube ExitoínaInstagram ExitoínaTelegram Exitoína
News » POLÊMICA

Jornalista da Globo diz que sofreu assédio moral na emissora; entenda o caso

Camila Pereira foi demitida da emissora e resolveu falar sobre sua experiência

Redação Publicado em 13/01/2021, às 11h43

Carina Pereira no "Bom Dia Minas"
Carina Pereira no "Bom Dia Minas" - Divulgação/Globo

A jornalista Carina Pereira, que recentemente foi demitida da Globo Minas, afirmou que foi vítima de assédio na emissora. Na terça-feira (12), a ex-apresentadora do "Globo Esporte MG", disse que denunciou o acesso aos departamentos de recursos humanos e compliance da emissora, mas nada aconteceu.

"Sou muito grata pelos sete anos que vivi, mas já não estava feliz. Tem uns dois anos que não estava feliz, aconteceram algumas coisas. Enfrentei muito preconceito por ser mulher e, principalmente, por não ser desse meio [do esporte]. No começo, eram piadinhas dos colegas, algum tratamento diferenciado porque não era dali", afirmou ela no Instagram.

"Só que depois, começou com o meu chefe. Ele fazia piadas, falava: 'Ah, a Carina consegue essa exclusiva aí porque é mulher, ela tem o que você não tem, ela oferece o que você não oferece'. Quando era colega, eu retrucava. Mas quando era o chefe, não, porque era alguém que respeitava, admirava e ficava calada. Não sei o porquê, mas eu ficava", seguiu dizendo a profissional.

A jornalista explicou que, durante seu tempo na emissora, a situação ficou ainda pior. "Em 2018, teve uma viagem em que vários colegas foram, esse chefe foi. Ia tirar férias, aí meu outro chefe me procurou e falou: 'Você vai ficar só uma semana, mas aproveita, a experiência é incrível'".

"Aí, esse chefe falou assim: 'Um absurdo isso, estou indo trabalhar, fulano também. Só você que não! Engraçado, né? Acho que você está com fama de bonita mesmo porque os chefes estão pagando hotel cinco estrelas, passagem aérea só para te ver, te conhecer. Poxa, ser mulher é bom demais'", relembrou.

Em seu desabafo, Carina também contou que outros colegas sofreram assédio deste mesmo chefe e que, em conjunto, as vítimas decidiram denunciá-lo. "Primeiro a gente foi no RH, não adiantou muito. Aí fizemos uma denúncia no compliance, que é a ouvidoria da empresa. Assim, na época, nada aconteceu", comentou.

Entramos em contato com a Globo mas, até o momento desta publicação, não tivemos retorno.

Veja o relato completo da jornalista:

 
 
 
 
 
Ver essa foto no Instagram
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 

Uma publicação compartilhada por Carina Pereira (@carinaapereira)

 

Exitoína agora está no Telegram! Você quer ficar por dentro de todas as novidades? Acesse https://t.me/exitoinabrasil e não perca mais nada!