Exitoína
Facebook ExitoínaTwitter ExitoínaYoutube ExitoínaInstagram ExitoínaTelegram Exitoína
News » POLÊMICA

Repórter de afiliada da Globo é demitida após denunciar assédio do chefe

Ellen Ferreira, de Roraima, já chegou a apresentar o Jornal Nacional

Redação Publicado em 24/07/2020, às 15h13

Ellen Ferreira já apresentou o Jornal Nacional
Ellen Ferreira já apresentou o Jornal Nacional - Reprodução/Globo

A jornalista Ellen Ferreira passou alguns dias afastada de seu trabalho na Rede Amazônica, afiliada da TV Globo em Roraima, por ter contraído covid-19. Quando retornou, ela foi avisada que seria demitida.

Ellen, que já teve uma experiência apresentando o Jornal Nacional em outubro de 2019, durante um rodízio de jornalistas do país inteiro feito em comemoração dos 50 anos do telejornal, não ficou convencida com a resposta da emissora. Ela acredita que está sendo vítima de uma perseguição, visto que recentemente denunciou o ex-chefe de jornalismo do canal, Edison Castro. A repórter o acusou de assédio moral e sexual.

"Óbvio que o que aconteceu foi uma perseguição. Eu estava havia uns três meses, junto com outros funcionários, levando para o Sindicato dos Jornalistas do estado e para o Ministério Público do Trabalho situações graves de assédio sexual e moral que enfrentamos lá dentro. Situações vexatórias, de racismo, homofobia, gordofobia. Ele é um psicopata", relatou ela em entrevista para o UOL.

+Leia mais: Juliana Lohmann, atriz de Malhação, revela ter sido estuprada por diretor aos 18 anos

Ela conta que o comportamento de Edison não era novidade para quem já trabalhou com ele. Ela afirma que já conversou com funcionários de afiliadas da Globo em Tocantins, Góias e Maranhão, pode onde ele já havia atuado, e afirma que escutou histórias semelhantes.

"Teve uma apresentadora em Tocantins que tentou se matar pelo assédio que sofreu. Ele obrigava uma outra funcionária a tomar remédios tarja preta, porque ela era gorda. Ele não era profissional. Tinha gente que queria bater nele na rua! Resolvemos ir atrás dos nossos direitos".

A repórter relatou que se sentiu humilhada por Edson em diversos momentos, e precisou buscar tratamento contra ansiedade e depressão pela convivência com seu ex-chefe. Ellen ainda revelou que chegou a procurar por Ali Kamel, diretor geral de jornalismo da TV Globo, para denunciar a situação.

Em nota divulgada pelo UOL, a Globo confirmou o recebimento do e-mail para Kamel e afirmou que as denúncias foram enviadas ao setor de afiliadas para que fossem transmitidas à Rede Amazônica. "As afiliadas da Globo comungam dos mesmos princípios editoriais mas são empresas independentes. O diretor de jornalismo da Globo, Ali Kamel, ao receber e-mail da jornalista Ellen Ferreira, entrou imediatamente em contato com o setor de afiliadas para que a queixa fosse transmitida à Rede Amazônica. A Globo reitera que o respeito é um valor fundamental do seu Código de Ética. A empresa repudia qualquer tipo de assédio ou preconceito, que não são tolerados no ambiente de trabalho em nenhuma hipótese. Os esclarecimentos sobre o que ocorreu depois devem ser dados pela afiliada"

Entramos em contato com a Globo e com a Rede Amazônica para um posicionamento, mas ainda não recebemos nenhum retorno.

Exitoína agora está no Telegram! Você quer ficar por dentro de todas as novidades? Acesse https://t.me/exitoinabrasil e não perca mais nada!