Exitoína
Facebook ExitoínaTwitter ExitoínaYoutube ExitoínaInstagram ExitoínaTelegram Exitoína
Famosos » POLÊMICA

Will.i.am, do Black Eyed Peas, acusa aeromoça de racismo após ser retirado de voo pela polícia

O caso aconteceu após o rapper não ouvir o aviso para desligar os aparelhos eletrônicos que portava

Redação Publicado em 16/11/2019, às 16h22

Líder do Black Eyed Peas, Will.i.am alega ter sido vítima de racismo
Líder do Black Eyed Peas, Will.i.am alega ter sido vítima de racismo - YouTube

O rapper Will.i.am, líder do grupo Black Eyed Peas, passou por uma situação complicada durante um voo para Sydney, a capital australiano, na sexta-feira (15).

No Twitter, o rapper relatou que uma aeromoça teria sido rude com ele após ele não ouvir que precisava desligar seus aparelhos eletrônicos, pois o avião iria pousar: "Ela mandou a polícia atrás de mim porque eu não conseguia ouvir o anúncio já que estava fazendo batidas [musicais] no avião usando fones de ouvido com abafadores de ruído", escreveu Will. "Eu não quero acreditar que ela seja racista, mas ela claramente despejou as suas frustrações apenas em pessoas de cor."

+ Leia mais: Vencedora do Oscar por Preciosa, Mo'Nique processa a Netflix por discriminação

O artista revelou que foi tirado do avião por cinco policiais: "Eu coloquei meu laptop de lado quando ela me pediu. Por que ela se sentiria ameaçada por mim para chamar a polícia? O que eu fiz de errado? Eu não estava fora de controle. Eu fui educado e fiz o que ela me pediu", declarou Will em resposta aos comentários de um seguidor.

Ele compartilhou uma foto de um dos policiais que o prenderam, com a legenda: "É assim que você é recebido quando desembarca de um voo de Brisbane para Sidney voando pela Qantas com uma #AeromoçaRacista", escreveu, referindo-se à companhia responsável pelo voo.

Em outra publicação, ele se dirigiu novamente à companhia e continuou: "Sua #AeromoçaRacista foi muito mais que rude e levou isso a outro nível ao chamar a polícia para mim. Graças a Deus, os outros passageiros testemunharam que ELA estava fora de controle".

+ Leia mais: Sabrina Paiva alega ter sido chamada de "macaca" em A Fazenda e recebe apoio do público: "Racismo é crime"

Ele ainda continuou, citando o nome da aeromoça que teria sigo agressiva com ele: "A polícia finalmente me liberou, [mas] imagine se eles fossem tão agressivos quanto Lorraine Marshall". A menção fez com que os seguidores do artista contestassem a necessidade da exposição: "É nojento que você tenha a nomeado publicamente. Eu vejo um processo vindo aí", escreveu um seguidor, ao que Will respondeu: "Se eu fizesse algo errado ou fosse ao menos um pouco rude com um fã ou um jornalista trabalhando, meu nome seria divulgado publicamente".

Uma outra seguidora declarou estar no mesmo voo que Will e ter presenciado a cena: "Eu mal pude acreditar no terrível comportamento da aeromoça. Minhas desculpas em nome da Austrália", escreveu. Will respondeu à mensagem agradecendo a seguidora.

Em um comunicado divulgado pela companhia aérea à imprensa, a Qantas afirmou que houve um mal-entendido no caso do rapper que parece ter piorado pelo uso dos fones que o impossibilitaram de ouvir as instruções do voo. A companhia ainda disse que acompanhará will.i.am e desejou tudo de bom pelo fim da turnê.

 


Exitoína agora está no Telegram! Você quer ficar por dentro de todas as novidades? Acesse https://t.me/exitoinabrasil e não perca mais nada!