Exitoína
Facebook ExitoínaTwitter ExitoínaYoutube ExitoínaInstagram ExitoínaTelegram Exitoína
Livros » HONRARIA

Prêmio Jabuti: Relembre os vencedores da categoria de ficção na última década

Edição 2019 revela ganhadores esta semana; Veríssimo e Chico Buarque estão entre os últimos vencedores

Redação Publicado em 24/11/2019, às 09h00

Capa dos livros À Cidade, Saga Brasileira e Quarenta Dias, todos vencedores anteriores do Livro do Ano
Capa dos livros À Cidade, Saga Brasileira e Quarenta Dias, todos vencedores anteriores do Livro do Ano - Divulgação

O Prêmio Jabuti é a mais importante e tradicional premiação literária do Brasil e da América Latina e, todos os anos desde 1959, condecora as melhores obras da literatura brasileira em diversas categorias. 

Neste ano, na quinta-feira, dia 28 de novembro, o 61º evento homenageará os melhores livros em português nas categorias de romance, juvenil, conto, crônica, projeto gráfico, entre outros. 

+Leia mais: 10 livros brasileiros recentes sobre o universo LGBTQ+ no país

Na premiação, uma das principais categorias é a de Livro do Ano de ficção, categoria que já nomeou Miriam Leitão, Chico Buarque de Holanda, Moacyr Scliar, e outros nomes de peso da cena literária brasileira nos últimos dez anos. 

Ao contrário das outras categorias, o livro do ano é eleito por um júri especial e não há indicações explícitas e as regras mudaram a partir do ano passado, sendo que agora há um único prêmio tanto para livros de ficção quanto para aqueles de não ficção, os quais eram separados nos anos anteriores. 

Antes de sabermos os ganhadores deste ano, confira quais foram eleitos o "livro do ano" em ficção premiados nos últimos 10 anos: 

+Leia mais: Novo livro da saga 'Jogos Vorazes' será lançado em 2020

  • 2018 - À cidade, Mailson Furtado Viana
[Colocar ALT]
(Divulgação)

Neste ano, houve uma mudança nos parâmetros da premiação: agora, o prêmio de livro do ano é um só, e não mais dividido entre duas categorias - a de ficção e de não ficção. Assim, com sua obra independente, o autor Mailson Furtado Viana foi destaque e recebeu a condecoração máxima e um prêmio de R$100 mil reais. 

A obra à cidade é considerado um longo e único poema que apresenta, de uma forma contemporânea, a visão de uma cidade do sertão do Brasil. Seguindo elementos que passam pela geografia, pela história e até por aspectos políticos, físicos e metafísicos, a obra apresenta uma cidade que é construída, destruída, se inventa e reinventa e que acaba ganhando significações do que pode ser a vir atualmente. 

+Leia mais: Fernanda Montenegro vai lançar livro de memórias ainda neste ano

 

  • 2017 - Machado, Silviano Santiago
    [Colocar ALT]
    Divulgação

Nascido em Minas Gerais, Silviano Santiago é um conhecido autor, ensaísta, poeta e professor brasileiro que levou o prêmio de Livro do Ano de ficção em 2017 pela história que retoma famosos autores e importantes pessoas da Academia de maneira ficcionalizada. 

Machado é baseado no Rio de Janeiro no começo do século XX, na qual Machado de Assis, o famoso autor brasileiro, testemunha a modernização da cidade carioca e acaba sofrendo com crises nervosas diante do quadro de mudanças. Silviano então relata, em um romance, os últimos anos de vida de um dos maiores romancistas e autores da história do Brasil. 

+Leia mais: Amazon remove livros que falam sobre 'cura-gay' e conversão homossexual do seu catálogo

  • 2016 - A Resistência, Julián Fuks
[Colocar ALT]
Divulgação

Publicado pela editora Travessa, o livro se destacou vindo do arcabouço do brasileiro Julián, filho de pais argentinos, que tem se consagrado como um dos mais importantes jovens escritores do país. 

A Resistência, lançado em  2015, fala de uma perspectiva de memória pessoal e nacional sobre a Guerra Suja, regime violento durante a ditadura argentina  implantado em 1976 e que durou até 1983. Julian imprime aspectos familiares e discorre sobre pais que buscam asilo no Brasil e que lidam com dois filhos: um biológico e outro adotado. 

+Leia mais: Autores e editoras disponibilizam livros LGBTQ+ de graça após caso da Bienal do Rio

 

 

 

  • 2015 - Quarenta dias, Maria Valeria Rezende

A escritora brasileira de 76 anos natural de Santos, litoral de São Paulo, foi agraciada com o

[Colocar ALT]
Divulgação

prêmio de Livro do Ano de ficção em 2015 pelo seu trabalho em Quarenta Dias, que serve como uma espécie de diário para a narradora.

Alice, quem narra a obra, é uma professora aposentada que mudou de sua vida pacata em João Pessoa e passou a morar em Porto Alegre, uma cidade que lhe é estranha, na qual sua vida sofre reviravoltas familiares. Sem apoio e sem poder voltar para sua terra, a narradora se lança em uma investigação frenética sobre o paradeiro de Cícero Araújo, filho de uma conhecida na Paraíba. 

+Leia mais: George R.R. Martin desmente rumores 'absurdos' sobre novos livros em breve

 

  • 2014 - Breve História de um Pequeno Amor, Marina Colasanti
[Colocar ALT]
Divulgação

A autora, conhecida também por seus poemas, nasceu na Itália mas criada no Brasil. Ela, que também é jornalista e tradutora, levou o Livro do Ano para casa após seu livro Breve História de um Pequeno Amor ganhar destaque na crítica especializada. 

Publicada pela Editora FTD Educação, a obra diz respeito a uma escritora que encontra um ninho com dois filhotes de pombo, que é pano de fundo para uma narrativa que acompanha os sucessos e as hesitações que envolvem crescimento e desenvolvimento. 

+Leia mais: Livros de Harry Potter são banidos de escola católica dos EUA por "evocar espíritos malignos"

  •  
  • 2013 - Diálogos Impossíveis, Luis Fernando Verissimo

O autor brasileiro internacionalmente conhecido, que é muito lembrado por suas crônicas, é o

[Colocar ALT]
Divulgação

autor de Diálogos Impossíveis, que levou em 2013 o Livro do Ano de ficção ao destacar os absurdos e outros aspectos marcantes da existência humana. 

Como o título sugere, o autor busca algumas conversas improváveis de ocorrerem, como Don Juan que tenta seduzir a própria morte ou até um casal que se desentende na hora de dormir, como diz a própria sinopse. Como de costume, a obra de Veríssimo não seria a mesma sem a dose de humor do autor. 

+Leia mais: 8 livros sobre assassinatos e serial killers que vão prender a sua atenção

 

 

 

 

 

  • 2012 - Saga brasileira: a longa luta de um povo por sua moeda, Miriam Leitão e A mocinha no mercado central, de Stella Maris Rezende

No ano de 2012, duas obras despontaram como vencedoras do Livro de Ano de ficção. Com a Saga Brasileira, a jornalista narra a história econômica recente do país ao misturar relatos individuais de brasileiros com a análise econômica propriamente dita. Pela obra, ela mostra como a busca pela estabilidade financeira, muito almejada por todos, transformou-se num elemento essencial na construção de um caráter nacional. 

(Divulgação)

 

A outra obra agraciada com o importante prêmio foi A mocinha no mercado central, de Stella Maris Rezende, na qual a escritora e atriz narra a história de Maria Campos, mocinha do interior de Minas Gerais que parte para uma série de aventuras: ela adotaria uma personalidade diferente em cada lugar que passasse. O livro, em síntese, discorre sobre o desejo de liberdade e do poder de reinvenção. Além de Livro do Ano, a obra levou também o Prêmio de Livro Juvenil mo mesmo ano. 

+ Leia mais: Ursa Rowena, que inspirou livro de Rita Lee, morre em santuário de animais em São Paulo

  • 2011- Em Alguma Parte Alguma, Ferreira Gullar
[Colocar ALT]
Divulgação

A obra de Ferreira Gullar que ganhou o Livro do Ano em 2011 é um livro de poemas do escritor e poeta do Maranhão que faleceu em 2016.

O livro veio após 11 anos de sua última obra de poemas e engloba muitas vozes, na qual ele dá prosseguimento à reflexão poética sobre a existência. Em Alguma Parte Alguma revela 58 novos poemas tidos como memórias do autor em relação à leitura de poemas de outros autores consagrados como Carlos Drummond de Andrade, João Cabral de Melo Neto, entre outros. 

 

 

 

 

 

 

  • 2010 - Leite Derramado, Chico Buarque de Holanda

Chico Buarque de Holanda levou para casa o Livro do Ano em 2010 pela sua obra Leite

[Colocar ALT]
Divulgação

Derramado, o qual marca seu quarto romance lançado.

O livro, publicado pela Companhia das Letras, discorre sobre uma saga familiar que é caracterizada pela crescente decadência social e econômica, na qual a história do Brasil nos últimos dois séculos é usada como pano de fundo para dar condução à narrativa. 

 

 

 

 

 

 

 

 

  • 2009 - Manual da Paixão Solitária, Moacyr Scliar
[Colocar ALT]
Divulgação

Por último, o autor natural de Porto Alegre, no sul do país, ganhou o Livro do Ano de ficção dois anos antes de falecer. 

Publicado pela Companhia das letras, o livro é inspirado no pequeno mas enigmático Livro do Gênesis História de Judá e de Tamar, resquício bíblico que dá condução à narrativa estabelida por Scliar que fala de sentimentos e emoções nas formas mais básicas do ser humano. 

 

 

 

 

 

 

 

 


+ Sabia que muitos filmes que amamos foram inspirados em livros? Pois é! Algumas histórias são contadas de maneira tão incrível no papel que acabam indo parar nas telonas e conquistando ainda mais pessoas. Dá uma olhada na lista que fizemos com 5 livros que foram adaptados para filmes beeem famosos. Se você curte clássicos do cinema, está no lugar certo!

1 - Box: O poderoso chefão: os livros contam a história de Don Vito Corleone, chefe de uma das famílias mafiosas de Nova York nos anos 60 que lutam para estabelecer seu poder na América. Olha só esse box completo: https://amzn.to/2JJDBou

2 - Os miseráveis: a história se passa na França, durante o século XIX, e chama atenção por denunciar várias injustiças sociais. Mais tarde, ganhou diversas adaptações para o cinema e para o teatro, incluindo uma das mais famosas peças musicais da Broadway até hoje: https://amzn.to/36r9trJ

3 - O silêncio dos inocentes: durante a investigação de vários assassinatos, a agente do FBI Clarice Starling procura o Dr. Hannibal Lecter, psiquiatra com mente psicopata que cumpre prisão perpétua. A história sobre esse intenso e aterrorizante jogo psicológico, mais tarde, inspirou o filme vencedor de cinco estatuetas do Oscar: https://amzn.to/2N5QnzI

4 - Coleção Harry Potter - 7 volumes: uma das sagas mais famosas do mundo, Harry Potter conta a história dos nossos bruxos preferidos, desde toda a jornada no mundo da magia, até os desafios que precisam enfrentar para combater Voldemort e muitos outros mistérios. Esse box com todos os livros é perfeito para os fãs que cresceram acompanhando o universo: https://amzn.to/337qk0H

5 - Clube da luta: vivendo uma vida anônima e “comum”, Jack encontra-se cada vez mais infeliz e com graves crises de insônia. Ao procurar grupos de autoajuda por indicação de seu médico, conhece Tyler Durden, com quem forma um clube de combates para extravasar seus sentimentos. Você não pode deixar de ler o livro que, assim como o filme, é cheio de surpresas: https://amzn.to/2WyJObS

Vale lembrar que os preços e a quantidade disponível dos produtos condizem com os da data da publicação deste post. Além disso, assinantes Amazon Prime recebem os produtos com mais rapidez e frete grátis, e a Exitoína pode ganhar uma parcela das vendas ou outro tipo de compensação pelos links nesta página.


Exitoína agora está no Telegram! Você quer ficar por dentro de todas as novidades? Acesse https://t.me/exitoinabrasil e não perca mais nada!