Exitoína
Facebook ExitoínaTwitter ExitoínaInstagram Exitoína
TV e Séries » Finalmente

Já vimos: 'La Casa de Papel' volta para a 3ª parte com novo plano, mesma receita e maior presença feminina

Assistimos aos três primeiros episódios da nova temporada de 'La Casa de Papel'; saiba nossas impressões (sem spoilers)

Pedro Rocha Publicado em 17/07/2019, às 14h50 - Atualizado em 19/07/2019, às 10h39

Cena da terceira parte da série espanhola 'La Casa de Papel'
Divulgação/Netflix

Mesmo faltando ainda dois dias para a aguardada estreia da terceira parte de La Casa de Papel, a série espanhola descoberta pela Netflix e que hoje é sucesso em todo o mundo, a Exitoína Brasil já assistiu aos três primeiros novos episódios da trama, disponibilizados especialmente para nós pela Netflix.

A seguir, vamos revelar as nossas primeiras impressões, totalmente sem spoilers sobre o enredo ou sobre os personagens da série. Então não, ainda não vamos dizer se Berlim (Pedro Alonso) está mesmo morto ou ainda está vivo – porém, já sabemos.

No geral, sobre Berlim, o que podemos dizer é que a maioria dos fãs deve ficar satisfeita com o destino do personagem na terceira parte - tanto os fãs que queriam Berlim vivo quanto os fãs que achariam ruim o personagem sobreviver após os acontecimentos finais da segunda parte.

Aliás, sobre os três primeiros episódios de La Casa de Papel que já vimos, podemos dizer que a série retorna de forma satisfatória para os fãs. A palavra é essa, satisfatória. 

Como já foi divulgado, inclusive nos trailers, a nova temporada vai mostrar o que aconteceu com os bandidos mais amados (e armados) da Espanha após o assalto à Casa da Moeda, em que todos saíram com muitos milhões de euros para torrar. Só que todos precisam se reunir após Rio ser capturado pela polícia. 

++ 'La Casa de Papel': Sabia que nada foi gravado na Casa da Moeda? Saiba outras curiosidades

O novo plano é, claro, a parte central da trama da terceira parte. Ainda não podemos falar qual é esse plano, mas, como a própria Netflix Brasil já adiantou pelo Twitter, muitas pistas podem ser encontradas no vídeo de abertura da nova temporada

Sem entregar muito, podemos adiantar que o começo da série está bem diferente, até pelos bandidos estarem vivendo suas vidas após o assalto. Porém, assim que o novo plano entra em ação, os fãs de La Casa de Papel vão reencontrar na série elementos muito familiares. E é, por isso, que achamos que a terceira parte deve ser satisfatória. 

É um novo lugar, uma situação totalmente diferente, mas, de certa forma, nos sentimos de volta à Casa da Moeda. A principal das diferenças, claro, é a falta de membros da equipe original, como Moscou e Oslo, mortos ao decorrer do assalto das primeiras partes, e o fato de os ladrões estarem mais experientes. O problema, para eles, é que a polícia também aprendeu com o primeiro evento. 

++ Além de 'La Casa De Papel': confira outras séries, filmes e novelas com o elenco

Ainda sem entregar muito, podemos selecionar como um dos principais destaques da nova temporada a maior participação das personagens femininas, principalmente no grupo de assaltantes. Não é spoiler, está até nas prévias da série. A partir de agora, além de Tokio (Ursula Corberó) e Nairobi (Alba Flores), a equipe de bandidos conta também com os reforços de Estocolmo, a ex-secretária Mónica Gaztambide (Esther Acebo), e Lisboa, a ex-inspetora Raquel Murillo (Itziar Ituño). Do outro lado, na polícia, como também já foi anunciado, surge uma nova inspetora, Alicia Sierra (Najwa Nimri​). 

++ ‘La Casa de Papel’: Terceira temporada vai ser contada fora da ordem cronológica

Essa mudança, a presença maior das mulheres, traz uma dinâmica interessante e algumas discussões sobre gênero para a série - indo além do momento do ‘matriarcado’ liderado por Nairobi na parte anterior. O foco, no entando, continua sendo para os homens, para as decisões dos homens e para o novo grande plano dos homens.